PUBLICIDADE
Topo

Suspeito de cortar dedos de jornalista em assalto é preso em Santos

7º DP (Distrito Policial) de Santos - Reprodução/Google Maps
7º DP (Distrito Policial) de Santos Imagem: Reprodução/Google Maps

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

20/01/2020 09h52

O homem suspeito de cortar três dedos de uma jornalista durante um assalto, na cidade de Santos (SP) foi preso no sábado (18). O crime aconteceu na quinta-feira (16), quando ele invadiu o carro da vítima, que também foi alvo de tentativa de estupro.

De acordo com a Polícia Civil, câmeras de monitoramento da prefeitura de Santos ajudaram a encontrar o suspeito, por terem registrado parte da ação.

"A Polícia Civil prendeu um homem, de 29 anos. Após analisar imagens de câmeras de segurança e oitivas de testemunhas, agentes da Delegacia de investigações Gerais (DIG), conseguiram identificar o autor do crime. Ele foi localizado no sábado (18) e preso temporariamente", declarou a Secretaria de Segurança Pública.

O caso

De acordo com a Polícia Civil, a jornalista, que teve sua identidade preservada, havia acabado de sair da casa de parentes, por volta das 20h, e estava com seu veículo estacionado em uma rua no bairro Marapé.

Em depoimento à polícia, o genro da vítima disse que, em um momento de distração, um homem invadiu o carro pelo lado do passageiro e exigiu que sua sogra o levasse até a Linha Amarela de São Vicente, na cidade vizinha.

Assustada, a mulher não atendeu e começou a dar voltas pelas ruas da cidade. Durante esse trajeto, o homem então teria começado a passar a mão pelo seu corpo, dando indícios de que iria estuprá-la.

A jornalista reagiu e o criminoso, que estava munido de uma faca, desferiu um único golpe e decepou três dedos da vítima. Em seguida, ele fugiu levando o celular da mulher e uma quantia de R$ 2.000.

A vítima conseguiu dirigir até a Santa Casa de Misericórdia, onde recebeu os primeiros socorros, mas foi transferida para o Hospital Sírio Libanês, na capital.

De acordo com o jornal local A Tribuna, a jornalista recebeu alta ainda na manhã de sábado, após passar por cirurgia. Uma pessoa ligada à vítima negou que os três dedos tenham sido decepados. " "O dedo médio está íntegro. Houve ferimentos graves no indicador e anelar. Só foi perdido um pedaço do dedo mínimo e se tentará colocar uma prótese", afirmou a fonte, ao diário.

Ouça o podcast Ficha Criminal com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil.

Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Cotidiano