PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses
Bruno Covas promete liberar rodízio quando SP atingir 55% de isolamento

11.mai.2020 - Registro do primeiro dia do novo rodízio de veículos em São Paulo; sistema é dividido em placas com finais pares e ímpares - Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo
11.mai.2020 - Registro do primeiro dia do novo rodízio de veículos em São Paulo; sistema é dividido em placas com finais pares e ímpares Imagem: Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

12/05/2020 12h46

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), prometeu hoje que vai liberar o novo rodízio caso o índice de isolamento social da cidade alcance a marca dos 55%.

Em entrevista ao SP1, telejornal da TV Globo, Covas disse que esse nível de isolamento é o necessário para que o atendimento hospitalar não fique saturado. "Se a gente atingir um índice de isolamento entre 55 e 60%, nós vamos liberar esse rodízio. É o índice para gente manter a curva achatada e conseguir atender todo mundo nos leitos", declarou.

Ao justificar a medida, Covas avalia que a suspensão do rodízio tradicional feita no começo da pandemia não surtiu o efeito esperado. "Nós liberamos o rodízio para evitar que elas ficassem no transporte público, mas isso facilitou a circulação de pessoas", disse.

"Eu sei o quanto isso incomoda, mas os índices apontam para gente a necessidade de novas medidas", relatou o prefeito, que voltou a pedir que as pessoas respeitem o isolamento. "A gente precisa que quem estava em casa no começo da quarentena volte a ficar em casa. Tem escritório que tinha liberado home office fazendo as pessoas irem trabalhar novamente."

Cotidiano