PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Trabalhadores encontram fósseis de dinossauros em obra no interior de SP

Fósseis de dinossauros teriam entre 80 a 90 milhões de anos e foram achados no interior de SP - Divulgação/Museu de Paleontologia Pedro Candolo
Fósseis de dinossauros teriam entre 80 a 90 milhões de anos e foram achados no interior de SP Imagem: Divulgação/Museu de Paleontologia Pedro Candolo

Daniel César

Colaboração para o UOL, em Pereira Barreto (SP)

15/04/2021 18h05Atualizada em 15/04/2021 18h05

Trabalhadores encontraram partes de fósseis de dinossauros enquanto trabalhavam nas obras de construção de uma praça de pedágio entre Irapuru e Pacaembu, no interior de São Paulo.

Os ossos teriam entre entre 80 e 90 milhões de anos e já foram retirados e catalogados pelo Museu de Paleontologia Pedro Condolo, que fica em Uchoa, a 426 km da capital paulista.

Ao UOL, o paleontólogo Fabiano Vidoi Iori explica que a descoberta é importante, mas não surpreende pela localização.

"Essa região é conhecida desde o século passado, vários fósseis foram encontrados na região. Não é novidade", garantiu.

Ele explica, no entanto, que a descoberta é importante pela quantidade do material arqueológico encontrado.

"São vários fósseis achados em um espaço pequeno", detalhou.

Segundo Fabiano, a rocha em que foram localizados os fósseis funciona como uma espécie de cápsula do tempo.

"No período cretáceo, essa rocha que a gente está vendo hoje, era um ambiente totalmente diferente. Eram areias e lamas que eram depositados e os animais que morriam ali eram soterrados. Hoje essa rocha é como se fosse uma cápsula do tempo, a rocha aprisionou esses restos", explica.

Na nova descoberta, foram encontrados fósseis de duas espécies.

Uma delas era o titanossauro, conhecido também como dinossauro pescoçudo: quadrúpede, herbívoro e que podia alcançar até 20 metros de altura.

Também foram descobertos dentes de abelissaurídeos, predadores bípedes e ferozes, que eram carnívoros e conseguiam chegar até a nove metros de comprimento.

"Eles são bastante presentes em rochas do interior paulista. Em todo o interior paulista a gente encontra esse tipo de animal", explica o paleontólogo.

Questionado sobre o período em que os animais viveram na região, Fábio explica que é possível definir aproximadamente o período por conta da rocha em que os fósseis foram descobertos. "A gente conhece a idade pela rocha, a gente sabe que esses fósseis teriam entre 80 e 90 milhões de anos", finaliza.

As obras do pedágio foram interrompidas assim que os fósseis foram achados para que os profissionais pudessem realizar toda a escavação. Após os fins dos trabalhos, elas já foram liberadas novamente.

Cotidiano