PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

SC: Polícia apreende mais de R$ 4 milhões durante investigação de homicídio

Vítima era um homem de 52 anos que já cumpriu pena por tráfico de drogas; polícia suspeita de "acerto de contas" - Divulgação/Polícia Civil de Santa Catarina
Vítima era um homem de 52 anos que já cumpriu pena por tráfico de drogas; polícia suspeita de "acerto de contas" Imagem: Divulgação/Polícia Civil de Santa Catarina

Do UOL, em São Paulo

17/04/2021 17h45Atualizada em 17/04/2021 17h54

Uma investigação de homicídio levou as polícias Civil e Militar a uma apreensão de mais de R$ 4 milhões em dinheiro, entre notas de dólar, euro e real, em Porto Belo, litoral norte de Santa Catarina. Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu ontem, pouco antes das 15h, e a vítima foi um homem de 52 anos, cuja identidade não foi divulgada.

Após serem informados do homicídio, oficiais foram ao local e conversaram com policiais militares, populares e familiares da vítima. Descobriu-se, então, que um dos parentes entrou no veículo da vítima logo depois do crime, retirando uma pochete e um celular. Questionado, ele confirmou ter pegado os objetos, mas se recusou a entregá-los.

A vítima e dois de seus familiares já haviam cumprido pena por tráfico de drogas, segundo apuraram os oficiais em consulta ao sistema policial.

Diante do que chamaram de "evidente fraude processual", a polícia apresentou um pedido pela expedição de um mandado de busca e apreensão na residência da vítima. A representação foi analisada — e posteriormente concedida — pelo Ministério Público catarinense.

Com o mandado em mãos e o apoio da Polícia Militar, policiais civis foram à residência da vítima, onde também estava o parente que retirou os objetos do veículo. Ele foi abordado pelos policiais, que então apreenderam uma pistola .380 carregada, a pochete, celulares e bolsas com reais e dólares.

O dinheiro foi contado por mais de três horas, ainda de acordo com a Polícia Civil. A quantia somava R$ 4,13 milhões, sendo R$ 528.209, US$ 643.035 e 1.200 euros.

Diante da apreensão, o homem de 21 anos foi preso em flagrante pelos crimes de fraude processual e porte ilegal de arma de fogo. Um inquérito policial ainda será instaurado para apurar uma eventual lavagem de dinheiro.

Por ora, a suspeita é de que o assassinato tenha sido um "acerto de contas" relacionado ao tráfico de drogas. As investigações continuam para apurar a autoria do homicídio e a origem dos valores apreendidos.

Dólares apreendidos em SC - Divulgação/Polícia Civil de Santa Catarina - Divulgação/Polícia Civil de Santa Catarina
Imagem: Divulgação/Polícia Civil de Santa Catarina

Cotidiano