PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Crianças são sequestradas e ficam 16 horas desaparecidas no interior de SP

Crianças são sequestradas e ficam 16 horas desaparecidas no interior de SP - Polícia Militar de São Paulo
Crianças são sequestradas e ficam 16 horas desaparecidas no interior de SP Imagem: Polícia Militar de São Paulo

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

17/04/2021 14h31

Depois de 16 horas de angústia, a manicure Eliane Alves Godoi, 45, respira mais aliviada. Os netos dela Maria Rafaelle Alves Godoi Covre Nunes, 5, e Wesllei Alves Godoi Nunes, 6, estavam desaparecidos desde ontem, depois de que a família aceitou uma carona e um homem fugiu com as crianças. O caso aconteceu em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Filha da manicure e mãe das crianças, Caroline Alves Godoi afirma que, por volta das 18h, um homem conhecido como João, foi até a casa da família recolher lavagem. Duas vezes por mês, o homem passava na residência da família no bairro Jardim Juliana. Ele é conhecido no bairro por recolher restos de alimentos para tratar porcos.

Carona suspeita

Enquanto o homem fazia a recolha, a avó das crianças comentou que precisava ir até uma mercearia no bairro vizinho comprar alguns alimentos. O João então teria oferecido carona à manicure.

Para não deixar os netos sozinhos na residência, a mulher decidiu leva-los junto até a mercearia.

Os três entraram no carro de João e foram até o local onde a avó das crianças faria as compras. A avó teria descido do veículo sozinha e as crianças ficaram aguardando com o homem.

"Como o João sempre ia em casa, ele foi ganhando a confiança da minha mãe. Por causa da pandemia ela entrou na mercearia sozinha e ao retornar, cerca de cinco minutos depois, o João já não estava mais lá com meus filhos", explica Caroline.

Desesperada, a família passou a procurar os irmãos pelo bairro e tentou descobrir o endereço da casa de João. Sem conseguir informações sobre o paradeiro das crianças e do homem, a família procurou a delegacia. Um boletim de ocorrência de desaparecimento de pessoa foi registrado.

Carro identificado

Por meio de câmeras de segurança, policiais civis conseguiram identificar a placa da Fiat Strada usada por João. O carro está com queixa de furto.

"A gente procurou por todo lugar. Fomos nas casas em que o João costumava recolher lavagem, fomos em possíveis sítios que ele trabalharia, mas nada. Ninguém sabia explicar onde ele morava e ninguém havia visto os meus filhos", relata a mãe.

Na manhã de hoje, depois de denúncias de moradores, que viram as fotos das crianças desaparecidas nas redes sociais, policiais foram até uma residência em um bairro próximo e encontraram os irmãos. No local residem, dois idosos, que são pais de criação de João.

"Ele contou para os pais que as crianças eram filhos dele, que deixariam eles lá para passar a noite e voltaria para buscá-los. Depois disso ele saiu e não voltou mais. Meus filhos contam que foram bem tratados na casa, mas estavam bastante assustados porque falaram que o homem correu muito com o carro. Ainda vamos conversar melhor com eles", acrescenta a mãe das crianças.

De acordo com a polícia, João ainda não foi encontrado para prestar esclarecimentos.

Cotidiano