PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
7 meses

Imagem mostra cabo enrolado em hélice de avião de Marília Mendonça

Daniela Mallmann

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte*

09/11/2021 10h46

Uma imagem mostra o cabo que foi encontrado enrolado a uma hélice do avião que caiu em Piedade de Caratinga (MG), matando a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas, na sexta-feira (5).

Além disso, uma cerca de arame farpado foi encontrada junto a um dos motores removidos ontem no município para serem encaminhados para a perícia. As imagens são da Doctum TV, cedidas ao UOL.

Segundo o delegado Ivan Sales disse ao UOL News, ainda não é possível dizer se esse é o cabo de transmissão de energia elétrica com o qual a aeronave teria colidido, e só será possível afirmar com o laudo da perícia.

A Cemig informou na sexta-feira que o avião atingiu o cabo de uma torre de distribuição elétrica antes de cair em uma cachoeira em Piedade de Caratinga (MG), a 309 km de Belo Horizonte. A colisão deixou cerca de 33 mil pessoas sem energia naquele dia.

Hoje, os destroços da aeronave, que foram removidos da cachoeira em Piedade de Caratinga e levados para o pátio da Ferjan, empresa contratada para o serviço, seguem para o Aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro. Nas imagens abaixo, é possível ver o material sendo deslocado:

A previsão é que a fuselagem e as asas do avião cheguem ao aeroporto ainda na noite desta terça-feira. Os destroços vão ficar em um hangar a disposição das equipes do Seripa para dar seqüência às investigações.

Amanhã, os motores, que foram removidos neste domingo do local do acidente, serão levados para Sorocaba (SP). Um dos motores, que estava em um lugar de difícil acesso em meio à mata, estava enrolado em uma cerca de arame farpado. A viagem está marcada para as quatro horas da manhã.

Os motores serão levados para a empresa Pratt & Whitney Canadá do Brasil, instalada no aeroporto local. A empresa canadense, que tem filial em Sorocaba, é uma divisão da Pratt & Whitney norte-americana e tem importante participação no mercado da aviação, principalmente na fabricação de motores de aeronaves.

Ainda não há prazo para a conclusão das investigações.

Além da cantora Marília Mendonça, estavam no avião Abiceli Silveira Dias Filho, tio dela; Henrique Bonfim Ribeiro, produtor da cantora; Tarciso Pessoa Viana, copiloto do avião; e Geraldo Martins de Medeiros, piloto.

O avião havia decolado de Goiânia com destino a Caratinga (MG), cidade em que Marília faria um show. A aeronave estava a apenas 2 quilômetros do aeroporto onde iria pousar quando caiu.

*Contém informações do Estadão Conteúdo

Cotidiano