Conteúdo publicado há 6 meses

Colégio demite professora gravada ensinando linguagem neutra a alunos em SC

Uma professora de língua portuguesa foi demitida do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição, em Videira (SC), após um aluno publicar um vídeo da docente ensinando linguagem neutra para os estudantes.

O que aconteceu

Sem saber que estava sendo gravada, a professora diz em parte do vídeo: "Se você fosse uma [pessoa] não-binária [...] e te ofendesse ser chamada de "todos", porque "todos" não abrange teu 'tipo' de gênero [sic], você teria que engolir, porque você é minoria".

Após a divulgação em massa do vídeo na internet, a diretora Anelisa Derissio Mantoani demitiu a docente, que não teve a identidade divulgada, e enviou um comunicado aos pais. Segundo a mensagem, publicada na última sexta-feira (22), a professora lecionava para três séries do ensino fundamental.

No site do colégio, a proposta pedagógica apresentada é capacitar os alunos a se posicionarem "de maneira crítica, responsável e construtiva nas diferentes situações sociais". Outro trecho fala em "garantir um convívio social democrático", desenvolvido em "respeito, cooperação e solidariedade".

O UOL entrou em contato com a escola e falou com duas funcionárias, que não quiseram se identificar. Uma delas disse apenas "que a questão foi resolvida" e "informada aos pais". A outra informou que o "caso foi resolvido internamente".

A reportagem tentou entrar em contato com a professora demitida, mas não teve sucesso. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes