Conteúdo publicado há 1 mês

Funcionária é suspeita de desviar quase R$ 1 mi de empresa em GO

Uma mulher de 30 anos, suspeita de desviar quase R$ 1 milhão da empresa em que trabalhava, é considerada foragida pela Justiça de Goiás — há um mandado de prisão preventiva expedido contra ela.

O que aconteceu

Juliana Lopes Campos é suspeita de "maquiar" os desvios de valores da empresa alterando os destinatários das movimentações. Segundo informações da Polícia Civil de Goiás, ela realizava as transações fraudulentas "alterando apenas o nome do destinatário", e os valores em questão iam direto para a conta bancaria dela. O nome da empresa não foi divulgado.

Funcionária era de confiança. A dona da empresa relatou aos investigadores que Juliana trabalhava há muitos anos com ela e era pessoa de confiança. Entretanto, ela passou a suspeitar dos desvios porque o orçamento estava constantemente apertado, apesar de a empresa continuar faturando normalmente. Além disso, ela descobriu que a funcionária teria uma dívida de R$ 300 mil, o que aumentou sua desconfiança.

Funcionária desviava cerca de R$ 60 mil por mês. Ainda segundo a investigação, a suspeita é de que os desvios já aconteciam há alguns anos e totalizam cerca de R$ 991 mil.

Juliana tem mandado de prisão preventiva e está foragida. A Polícia Civil foi até a residência da suspeita na terça-feira (16), mas ela não foi encontrada.

Riscos de fuga e disfarce. Os investigadores acreditam que Juliana pode fugir para não ser presa e, inclusive, há informação de que ela teria alterado a cor do cabelo para se disfarçar. Ela é investigada por furto qualificado e estelionato.

O UOL não conseguiu localizar a defesa de Juliana. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes