PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Sírio fotografado chorando com filha obtém refúgio na Alemanha, diz jornal

Laith Majid com a mulher, Nada Adel, e Os filhos Moustafa, 18, Ahmed, 17, Taha, 9, e Nour, 7, em Berlim, na Alemanha - Europe Says Oxi/Facebook/Reprodução
Laith Majid com a mulher, Nada Adel, e Os filhos Moustafa, 18, Ahmed, 17, Taha, 9, e Nour, 7, em Berlim, na Alemanha Imagem: Europe Says Oxi/Facebook/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

08/09/2015 08h37

Um homem sírio cuja foto chorando ao desembarcar de barco na ilha grega de Kos com a filha no colo se tornou viral há algumas semanas obteve refúgio em Berlim, na Alemanha, informou o tabloide "Bild". 

A família levou semanas viajando até chegar à capital alemã, informou o grupo "Europe says OXI" (A Europa diz Boas-Vindas), no Facebook. Eles fugiam de Deir Ezzor, uma cidade que estava sob controle do Estado Islâmico e em guerra civil desde 2011.

Eles disseram ter pago US$ 6.500 pela travessia em um bote inflável com capacidade para 4 mas carregando 12 pessoas.

Família síria - Daniel Etter/The New York Times - Daniel Etter/The New York Times
Imagem: Daniel Etter/The New York Times

O flagra foi feito pelo fotógrafo freelancer Daniel Etter, que disse nunca ter ficado tão emocionado com uma imagem. 

Etter conta que, ao desembarcar viva, a família não percebeu que estava sendo fotografada. "Estavam apenas felizes por terem conseguido, o amor pela própria família."

De acordo com o grupo, a família está alojada em um antigo alojamento militar que foi reformado para abrigar refugiados, no bairro de Spandau. 

Nada Adel, que dava aula de inglês na Síria, afirmou que o governo de 13 países lhes ofereceu refúgio, mas que a família optou pela Alemanha.

"Angela Merkel [a chanceler alemã] é muito boa", disse. "Ela é como uma mãe para nós."

Internacional