PUBLICIDADE
Topo

Bélgica mantém em nível máximo alerta de ataques terroristas em Bruxelas

O premiê belga, Charles Michel, anuncia que a capital Bruxelas continuará em alerta máximo por temor de atentados terroristas - François Lenoir/Reuters
O premiê belga, Charles Michel, anuncia que a capital Bruxelas continuará em alerta máximo por temor de atentados terroristas Imagem: François Lenoir/Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/11/2015 15h50

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, anunciou no início da noite deste domingo (22), no horário local, que está mantido o nível 4 de alerta para ataques terroristas em Bruxelas e sua região metropolitana.

O governo belga afirma que há riscos iminentes de que atentados em série como os realizados em Paris no dia 13 de novembro ocorram na capital.

"Alvos potenciais são lugares fortemente frequentados, shopping centers, ruas movimentadas ou o transporte público", afirmou Michel.

O anúncio foi feito após nova avaliação do Ocam (Órgão de Coordenação para Análise de Ameaça, na sigla em francês), que considera existir um risco “grave” de ataques.

De acordo com o premiê Michel, escolas, universidades e o serviço de metrô permanecerão fechados até amanhã.

Uma nova avaliação será feita nesta segunda-feira.

O restante da Bélgica continua sob nível 3 de alerta, o que também é considerado sério pelas autoridades.

O Ocam agrega informações dos serviços nacionais de segurança, polícias locais e federal, alfândega e serviços de estrangeiros. Os níveis de alerta, segundo o jornal francês “Le Monde”, representam o seguinte:

  • Nível 1: baixo risco de um ataque terrorista
  • Nível 2: ameaça pouco provável
  • Nível 3: ameaça possível e provável
  • Nível 4: ameaça séria e iminente

"Nós nos esforçamos para que a vida volte ao normal o mais rapidamente possível", afirmou Michel. "Temos que consciência de que esta situação é difícil para todos". (com agências e jornais internacionais)

Internacional