Deputados de Iowa aprovam lei permitindo que crianças usem armas

Do UOL, em São Paulo

Deputados estaduais de Iowa, nos EUA, aprovaram nesta quinta-feira (25) lei que permite que crianças de todas as idades usem armas de fogo.

Aprovada por 62 votos, com 32 votos contra, a lei permite que crianças com menos de 14 anos usem "uma pistola, um revólver ou munição" sob supervisão dos pais.

A lei agora vai a votação pelos senadores do Estado. 

Atualmente, em Iowa, crianças já podem usar espingardas e armas de cano longo com supervisão dos pais, mas não pistolas ou revólveres. A nova lei mudaria isso, permitindo esse uso desde que os pais tenham pelo menos 21 anos de idade e mantenham "contato visual e verbal a todo momento com a pessoa supervisionada".

Pela lei, crianças não poderiam adquirir armas de nenhum tipo sozinhas. 

"Elas estão eufóricas", comemorou News Nathan Gibson, de Iowa, sobre as filhas Meredith, 12, e Natalie, 10, na Foxnews.com.

A medida tem o apoio da Associação Nacional do Rifle (NRA, na sigla em inglês), mas grupos de conscientização sobre o uso seguro de armas fizeram forte oposição a ela. 

"Não acho que crianças tenham o juízo necessário sobre o uso de armas e não têm idade suficiente para entender as consequências", disse o diretor-executivo da Iowans for Gun Safety, Jeremy Brigham à FoxNews.com.

Parlamentares democratas também se opuseram à medida.

"O que essa lei faz é permitir que crianças de um, dois, três, quatro anos de idade usem armas", disse a deputada Kirstin Running-Marquardt à rádio KCCI Des Moines. "Não precisamos de uma milícia de bebês."

Em 2013, uma menina de 9 anos de idade matou seu instrutor de tiro por acidente ao manusear uma submetralhadora Uzi no Estado americano do Arizona.

Ela participava de uma aula quando perdeu o controle da arma.

Nathan Gibson rejeitou as críticas. "Um bom pai não vai pôr uma arma na mão de um bebê de 1, 2 ou 3 anos, e o pai que o fizer não vai prestar atenção às leis de todo modo", disse.

O presidente dos EUA, Barack Obama, colocou como uma de suas prioridades estabelecer algum tipo de controle de armas no país, diante da crescente ocorrência de tiroteios em massa. 

Em janeiro, Obama chorou ao anunciar  um programa para tentar reduzir o número de tragédias com armas de fogo no país.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos