Homem é condenado após bater em jovem muçulmana com pedaço de bacon

Colaboração para o UOL

Um britânico de 36 anos foi condenado a seis meses de prisão em regime fechado depois de ofender duas mulheres muçulmanas nas ruas de Londres em 8 de junho, cinco dias depois de um atentado matar sete pessoas no centro de capital da Inglaterra. Além das ofensas, ele bateu com um pedaço de bacon no rosto de uma delas, menor de idade.

As cenas foram gravadas por um amigo de Alex Chivers, que jogou a gravação nas redes sociais. A partir dali é possível ver o homem de 36 anos ofendendo as duas mulheres muçulmanas – mãe e filha – e agredindo a mais nova delas em uma rua de Enfield, no norte de Londres.

De acordo com a Scotland Yard, a famosa polícia metropolitana de Londres, a jovem não ficou ferida, mas "muito angustiada". Chivers foi preso seis dias depois, acusado de agressão e de ofensa racial, com o agravante de causar sofrimento religioso.

Os muçulmanos, afinal, não comem ou tocam carne de porco, uma vez que consideram o animal sujo.

Divulgação/Metropolitan police

Chivers foi julgado na quinta-feira por um tribunal em Londres e admitiu que o crime foi motivado por preconceito religioso. Ele foi condenado a 26 semanas de prisão por agressão e a outras 12 semanas por infração de ordem pública.

Em nota, a Scotland Yard afirmou que crimes de ódio deste tipo têm sido rotineiramente relatados e que a polícia. Em parceria com outros órgãos, a organização tem investigado todas as alegações de crime de ódio, apoiado as vítimas e suas famílias e levado os suspeitos à Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos