Em meio a crise política, Trump tem sessão de orações na Casa Branca

Do UOL, em São Paulo

Em meio a um novo capítulo da crise em torno do suposto conluio da Rússia em seu favor nas eleições do ano passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, recebeu lideranças evangélicas nesTa quarta-feira (12) no Salão Oval da Casa Branca para uma sessão de orações.

Fotos postadas por alguns dos participantes nas redes sociais mostram o presidente curvado e cercado pelo grupo, que coloca suas mãos sobre ele em oração.

Uma delas, postada por Johnnie Moore, ex-reitor da Liberty University, da Virgínia, mostra também o vice-presidente Mike Pence rezando de olhos fechados. "Tanta honra rezar dentro do Salão Oval pelo Presidente dos EUA e o Vice-Presidente", escreveu Moore.

Moore disse à CNN que o grupo foi convidado para uma visita como parte de um encontro com o Public Liaison Office.

 

"Nós já rezamos pelo presidente Obama, mas é diferente com o presidente Trump", disse Moore, segundo a CNN. "Quando estamos rezando pelo presidente Trump, estamos rezando dentro de um contexto de um relacionamento real, de uma verdadeira amizade."

Moore descreveu Trump como estando de bom humor e confiante.

De acordo com o Pew Research, Trump obteve os votos de 81% dos eleitores evangélicos brancos nas eleições de 2016.

Desde que voltou da cúpula do G20 em Hamburgo, na Alemanha, no fim de semana, Trump tem tido de responder à revelação de que seu filho mais velho, Donald Trump Jr., se encontrou com representantes russos em troca de informações comprometedoras sobre Hillary Clinton, a então adversária eleitoral de seu pai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos