Prédios vão ao chão após terremoto no México; veja antes e depois

Do UOL, em São Paulo

O terremoto que atingiu o México na terça-feira (19) deixou ao menos 45 edifícios destruídos somente na capital do país, segundo o secretário de Governo do país Miguel Ángel Osorio.

Na Cidade do México, a zona sul e o corredor Roma-Condesa --localizado em área nobre da cidade-- foram os locais mais atingidos pelos tremores e onde os resgates por sobreviventes estão concentrados --há registros de diversos edifícios desabados nestas regiões.

Contudo, os olhos do país estão no bairro Nueva Oriental Copa. É ali que se localiza a escola primária Enrique Rébsamen, que foi destruída pelo terremoto, deixando um saldo de ao menos 25 mortes, sendo 21 crianças. Outras 30 crianças e 12 adultos seguem desaparecidos, segundo comunicado do presidente do México, Enrique Peña Nieto. 

Imagens de alguns edifícios da Cidade do México antes e depois do terremoto mostram o tamanho da destruição causado pelos tremores, que deixou mais de 200 mortos, a maioria na capital do país.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos