Topo

Campeão olímpico é reeleito prefeito na Hungria em meio a escândalo sexual

Zsolt Borkai, prefeito da cidade de Györ (Hungria), aparece em imagens ao lado de prostitutas durante passeio em iate - Reprodução
Zsolt Borkai, prefeito da cidade de Györ (Hungria), aparece em imagens ao lado de prostitutas durante passeio em iate Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

14/10/2019 19h50

Zsolt Borkai foi reeleito prefeito da cidade de Györ (Hungria) no último final de semana, mesmo sendo protagonista de um escândalo sexual.

Na semana passada, Borkai admitiu ser ele o homem que aparece em vídeos e fotos pornográficas que foram publicadas por uma fonte anônima em um blog. Nos registros, ele está em um iate ao lado de acompanhantes de luxo.

Borkai afirmou que algumas das imagens foram manipuladas e deixou claro que não abriria mão do cargo - ele é prefeito de Györ desde 2006 - ou sua candidatura à reeleição.

"Os registros gravados de mim foram feitos há alguns anos. Alguns dos arquivos foram manipuladas, outras partes são legítimas", disse Zsolt Borkai, em entrevista à TV local Györplusz.

Filiado ao Fidesz, partido de direita que tem como presidente o primeiro-ministro do país, Viktor Orbán, Zsolt Borkai fez sucesso internacional na década de 80 como atleta. Como ginasta, ele foi medalha de ouro do cavalo com alças na Olimpíada de 1988, em Seul. Entre 2010 e 2017, Borkai presidiu o Comitê Olímpico Húngaro, sendo sucedido por Krisztián Kulcsár.

Zsolt Borkai foi ginasta, com direito a medalha de ouro olímpica em 1988, antes de entrar na política - Jean-Yves Ruszniewski/TempSport/Corbis/VCG via Getty Images
Zsolt Borkai foi ginasta, com direito a medalha de ouro olímpica em 1988, antes de entrar na política
Imagem: Jean-Yves Ruszniewski/TempSport/Corbis/VCG via Getty Images

"Eu não tenho orgulho delas (em referência às imagens) e quero me desculpar, especialmente com minha família. Cometi um erro e me arrependo", acrescentou o político, que é casado e tem dois filhos.

Em suas declarações, o político afirmou que o passeio no iate que as imagens registraram foi pago com seu próprio dinheiro, e negou que tenha usado drogas - a acusação foi feita no veículo que divulgou as fotos e os vídeos. O caso, segundo ele, iria para os tribunais.

No Facebook, em 5 de outubro, ele publicou uma foto ao lado da família para mostrar que contava com o apoio da mulher e dos filhos. "Solidários, nos bons e nos maus momentos", escreveu.

Mas nem o escândalo mudou o resultado das urnas. Zsolt Borkai foi reeleito no último sábado para seguir à frente de Györ, cidade com pouco menos de 130 mil habitante. Segundo o site Hungary Today, ele teve 641 votos a mais que sua concorrente, a centrista Tímea Glázer (19312 a 18671) - mesmo em meio a protestos de moradores e manifestações de políticos de outras cidades.

Hungria proíbe sem-tetos de dormirem nas ruas

Band Notí­cias

Notícias