Topo

'Me lembro de estar voando': casal a 600 m da explosão sobrevive em Beirute

Visão da região portuária de Beirute dois dias após a explosão que matou dezenas de pessoas na capital do Líbano Imagem: REUTERS/Aziz Taher

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 09h59Atualizada em 07/08/2020 12h38

O casal Imad Khalil e Lina Alameh foi atingido por cacos de vidro e pedaços de outros materiais na explosão que ocorreu em Beirute no começo da semana, e os dois acreditam que têm sorte por estarem vivos — eles estavam a menos de 600 metros do local onde o incidente ocorreu, de acordo com reportagem da CNN norte-americana.

O casal se recupera em um hospital após ter o apartamento "invadido" por uma série de detritos. O imóvel que eles compraram há dois anos ficou quase todo destruído.

Lina passou por três horas de cirurgia. Imad ficou seis horas em operação. A mulher contou que o marido foi gravemente ferido e teve de ser removido do prédio sobre uma porta improvisada como maca, descendo 11 lances de escadas.

"Tudo o que me lembro é de estar voando"

Pela sacada no 11º andar, o casal viu um incêndio pequeno no porto. Em algum momento, os dois passaram a transmitir vídeos em suas contas de rede social.

"Eu disse ao meu marido que havia algo errado", disse Lina à CNN por telefone.

Ela conta que sentiu que algo ruim estava para acontecer. Pediu que o marido entrasse no apartamento, mas Imad não respondeu: parecia estar em choque com o que estava acontecendo à sua frente.

"Tudo o que me lembro é de estar voando no ar", disse Imad à CNN por telefone.

Os dois ficaram inconscientes, e quando Lina acordou, viu que o marido tinha sido ferido com vidro por todo o corpo e estava sangrando muito. Antes de serem socorridos, Imad disse a Lina: "Estou morrendo".

Lina quebrou um cotovelo, teve um tendão cortado e machucou as costas, além de vários cortes por vidro.

Ela tentou arrastar Imad em direção à porta do apartamento, mas não tinha força suficiente. Ainda assim, apesar de seus próprios ferimentos, ela conseguiu sair do prédio, pelas escadas, e encontrou um policial na rua.

Com outras pessoas, o policial conseguiu retirar Imad do local. E logo depois os dois foram conduzidos ao atendimento médico.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

'Me lembro de estar voando': casal a 600 m da explosão sobrevive em Beirute - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Internacional