PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Amigos e familiares identificam vítimas de atirador em protesto nos EUA

Do UOL, em São Paulo

28/08/2020 09h55

As vítimas do atirador de 17 anos que matou duas pessoas e deixou uma ferida durante protestos antirracistas em Kenosha, no estado de Wisconsin (EUA), anteontem, foram identificadas.

A polícia ainda não confirmou a identificação das vítimas, mas segundo o jornal New York Post, familiares e amigos prestaram homenagens aos dois homens mortos e a um sobrevivente do tiroteio.

Joseph Rosenbaum, de 36 anos, militante do movimento Black Lives Matter, e Anthony Huber, de 26 anos, são os mortos. Eles foram atingidos por tiros. O suspeito de ter efetuado os disparos é Kyle Rittenhouse, de 17 anos, que já foi detido.

Huber tentou desarmar Rittenhouse com um skate quando foi atingido por um tiro na barriga. Já Rosenmbaun foi atingido na cabeça.

"Que você esteja sempre com os anjos e descanse em paz, irmão", escreveu a irmã de Rosembaum no Facebook. Ele era noivo e pai de uma menina. Amigos estão fazendo uma vaquinha para conseguir pagar o funeral e montar um memorial em homenagem a ele.

A outra vítima do atirador foi identificada como Gaige Grosskreutz, de 26 anos, integrante de um grupo chamado Revolução do Povo e médico voluntário do movimento Black Lives Matter. Colegas do grupo confirmaram que ele foi ferido por um tiro no braço direito.

Os crimes aconteceram durante a terceira noite de protestos pela violenta abordagem policial contra Jacob Blake, que está paralisado após ser atingido por pelo menos sete tiros de um policial.

Internacional