PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Alunos escutam mulher ser assassinada durante aula online nos EUA

Cena de tiroteio nos EUA - Victor Calzada/El Paso Times/Reuters
Cena de tiroteio nos EUA Imagem: Victor Calzada/El Paso Times/Reuters

Do UOL, em São Paulo

18/09/2020 11h18

Os alunos de uma escola escutaram uma mulher ser assassinada enquanto assistiam a uma aula online. O caso aconteceu na cidade de Milwaukee, em Wisconsin, nos Estados Unidos.

De acordo com a NBC News, o acusado seria um homem que teria matado a própria irmã dentro de casa. O tiroteio aconteceu na casa de uma das alunas que estava em uma plataforma para ver as aulas e, assim, todos os colegas escutaram os tiros.

Segundo a polícia, Mario Stokes foi o responsável pelos disparos. Ele teria atirado contra a própria irmã Michelle Blackmon.

O suspeito foi acusado de homicídio em primeiro grau e porte ilegal de arma de fogo, de acordo com uma denúncia criminal apresentada por promotores do condado de Milwaukee.

"Foi um dos nossos alunos que vivenciou um tiroteio enquanto estava na sala de aula (remota) e todos puderam ouvir", disse Earl Arms, porta-voz das Escolas Públicas de Milwaukee, à NBC News. "Foi dentro da casa."

De acordo com a publicação, a aluna era uma menina de 9 anos. "Vários tiros foram ouvidos por colegas de classe e um professor na plataforma de sala de aula online e o professor ligou para a polícia entregando o endereço que estava nos arquivos da aluna", disse um médico legista à publicação.

Ainda, segundo a NBC News, o acusado e a irmã estariam discutindo na noite anterior.

Esse não é o primeiro caso de estudantes que presenciam crimes durante suas aulas online por conta da pandemia.

Em agosto, a morte da mãe de uma aluna foi transmitida na Flórida durante outra videoconferência.

Internacional