PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem é acusado de atear fogo no próprio comércio por culpa da covid; vídeo

Asif Raja teria entrado no local com as próprias chaves - Reprodução/Corpo de Bombeiros de Nova York
Asif Raja teria entrado no local com as próprias chaves Imagem: Reprodução/Corpo de Bombeiros de Nova York

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/01/2021 13h57

Asif Raja, de 54 anos, foi preso após ser acusado de incendiar o próprio restaurante, em agosto de 2020, no bairro do Queens, em Nova York (EUA), supostamente por conta da crise financeira em decorrência da pandemia de covid-19.

Segundo New York Post, fontes do Corpo de Bombeiros disseram que Raja era o proprietário do Ignited Restaurante & Lounge e ateou fogo no local. O homem foi preso após a investigação conduzida pela Força-Tarefa de Resposta a Explosivos Estratégicos e Incêndios do Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos do município.

As imagens mostram o homem subindo em escadas e circulando pelo salão antes de colocar fogo nas mesas e no piso. Segundo a FDNY (Corpo Bombeiros de Nova York), Raja usou as próprias chaves para entrar no restaurante.

"Estamos extremamente gratos por ninguém ter se ferido durante este incidente e pela colaboração entre todas as agências de aplicação da lei envolvidas em levar esse indivíduo à justiça", disse o comissário de incêndio Daniel A. Nigro.

"Esta prisão demonstra o valor estratégico desta Força-Tarefa Conjunta e sua capacidade de responsabilizar aqueles que propositadamente iniciaram incêndios nesta cidade", escreveu o FDNY nas redes sociais.

O Ministério Público do Distrito Leste de Nova York e está processando o caso. Se for condenado, Asif Raja pode passar de cinco a 20 anos na prisão.

Internacional