Exclusivo para assinantes UOL

Uruguai tem discreto milagre democrático que deveria ser exemplo para vizinhos

Uki Goñi*

Em Montevidéu (Uruguai)

  • Divulgação

"Porque ninguém aqui é melhor do que ninguém." A frase, uma das mais prezadas no Uruguai, este pequeno país sul-americano, data do século 19 e costuma ser repetida por seus pensadores, presidentes e cidadãos comuns. Como uma expressão simples do espírito democrático, ela resume como os uruguaios se sentem em relação à sua pátria. Com apenas 3,3 milhões de habitantes, o Uruguai é um dos menores países em termos populacionais na América Latina. Em comparação, seu vizinho gigante, o Brasil, conta com mais de 200 milhões de habitantes. Mas o que lhe falta em números, o Uruguai compensa ao se classificar como o país menos corrupto e mais democrático da América Latina –assim como apenas um dos dois, juntamente com o Chile, considerados países de "alta renda" pelas Nações Unidas. O Uruguai costumava ser conhecido como a "Suíça da América do Sul", em parte por causa de suas regras de sigilo bancário. Mas a frase também remete ao profundo respeito pelo Estado de Direito.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos