Orgulho curitibano será resgatado com inovação e amor

Rafael Greca

Rafael Greca

Especial para o UOL

No Brasil que está em busca de um rumo, Curitiba já decidiu o que quer: a mudança. O fracasso da atual gestão –que abandonou os serviços de saúde e deixou os desvalidos nas ruas– fez com que a cidade deixasse também de ser referência no transporte público, no cuidado das crianças e na política habitacional.

Nesses quase quatros anos de gestão, o que se viu foi a incapacidade de reação, com um prefeito que não resolvia, mas sim que carregava um saco de desculpas nas costas. A perspectiva de mais quatro anos de paralisia despertou na população um desejo de resgatar a Curitiba dos nossos corações.

Vendo mortes nas Unidades 24 horas e ônibus pegando fogo, tive o desejo de devolver o orgulho curitibano ao rosto da cidade amada. E eu sei como fazer, pois já fiz e farei novamente.

Uma das minhas prioridades é a saúde. Nesse sentido, quero reestruturar, em 180 dias, os atendimentos dos 109 postinhos de saúde e das 9 Unidades 24 horas para terem médicos, remédios e a garantia dos insumos necessários, onde hoje falta até esparadrapo. Vou reabrir 100 leitos de UTIs e 200 leitos de retaguarda, para assim acabar com as macas nos corredores de hospitais da cidade.

Vou zerar as filas de saúde com mutirões de consultas médicas especializadas, de exames e também de cirurgias. Não quero ninguém ao relento, de madrugada, em busca de uma consulta médica. Vou inovar com um sistema de marcação de consultas por aplicativo.

Quero abrir uma nova ala no Hospital do Trabalhador para partos de alta complexidade e também quero criar um Pronto-Socorro Infantil Metropolitano. Curitiba vai ganhar um Centro de Especialidades Metropolitano, além de Centros de Estabilização Psicológica Públicos.

Também quero um mutirão –feito com as nossas igrejas– para tratar dos moradores de rua. Quero fazer a ação social funcionar, pois não é possível que a morada de uma pessoa seja a marquise dos prédios, um cobertor e uma pedra como travesseiro. A cidade terá triagens e acolhidas corretas, dessa forma também encaminhando aqueles que dependem de tratamento contra as drogas.

Curitiba voltará a ter um sistema de transporte de referência, assim como no passado, quando fomos copiados por cidades brasileiras e do exterior. Chega de ônibus cheios, com vida útil vencida e sem integração metropolitana.

Vamos atrair passageiros para usarem o transporte público, em vez de veículos próprios. A cidade terá tarifas diferenciadas e menores em horários alternativos. O transporte terá mais conforto com a implantação de VLP (Veículos Leves sobre Pneus) em novos trajetos, o que vai reduzir o tempo de translado e induzir a urbanização de forma ordenada. Vamos usar novas matrizes energéticas, como a energia elétrica e o biogás, para mover os ônibus.

Entendo que a obra mais cara é a obra que não termina e que incompetência é tão grave quanto corrupção. Vou recuperar os R$ 65 milhões que foram devolvidos por falta de competência na área habitacional. Quero concluir o que ficou parado, entregar novos imóveis e fazer a regularização de áreas. Quero que a Cohab (Companhia Habitacional) use energia solar nos imóveis, ajudando a reduzir a conta de luz.

Vou trabalhar para atender a demanda por berçários. Com parcerias, vou ampliar a rede de atendimento de 0 a 5 anos. O contraturno será uma realidade que contará com esportes, aulas de arte e reforço escolar. Os professores serão valorizados e terão uma faculdade para se aperfeiçoar.

As escolas terão mais segurança com o retorno da Guarda Municipal. Vou dar condições para que a corporação volte para creches, postos de saúde, praças, parques e prédios públicos. Terá Guarda Municipal na balada, protegendo os nossos jovens. Também será feita a integração destes com as polícias. Assim, trabalharão em conjunto para combater a insegurança e a microcriminalidade associada ao tráfico de drogas.

Há muito que fazer, mas pode ser feito com inovação e muito amor. Vamos fazer o bem para Curitiba. Agora, é hora de decidirmos o que queremos. Erga-se, Curitiba! Vamos juntos para a mudança!

N.R.: O UOL convidou para escrever artigos os candidatos à Prefeitura de Curitiba mais bem posicionados na pesquisa Ibope de 19 de setembro: Rafael Greca (PMN), Gustavo Fruet (PDT) e Requião Filho (PMDB)

 
  • O texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL
  • Para enviar seu artigo, escreva para uolopiniao@uol.com.br

Rafael Greca

é candidato à Prefeitura de Curitiba (PMN)

UOL Cursos Online

Todos os cursos