PUBLICIDADE
Topo

Política

Em meio a racha político, ministra anuncia pacote bilionário de investimentos em Pernambuco

Miriam Belchior, ministra do Planejamento, anunciou R$ 3,1 bi para Pernambuco nesta segunda (25) - Valter Campanato/ABr
Miriam Belchior, ministra do Planejamento, anunciou R$ 3,1 bi para Pernambuco nesta segunda (25) Imagem: Valter Campanato/ABr

Carlos Madeiro

Do UOL, em Maceió

25/03/2013 12h07

Em meio ao clima de racha político entre a presidente Dilma Rousseff e o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), o governo federal anunciou, nesta segunda-feira (25), um pacote de investimentos bilionários em Pernambuco nos próximos anos.

Em Pernambuco, a presidente participa, em Serra Talhada (414 km do Recife), da inauguração de um trecho da adutora do Pajeú, que atende a 80 mil famílias no sertão estadual.

Coube à ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciar um investimento de R$ 3,1 bilhões no Estado governado por Campos, por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

“São 3,1 bilhões em obras que consolidam a parceria entre os governos estadual e federal. Desse total, R$ 2,8 bilhões são do orçamento federal, e R$ 330 milhões do governo do Estado. Todo esse dinheiro será usado em obras fundamentais”, disse, fazendo questão de citar que 90% dos recursos são do tesouro da União.

Segundo a ministra, o maior montante será destinado a duas obras rodoviárias. “Será R$ 1,6 bilhão para a duplicação da BR-423 entre São Caitano e Garanhuns. Também será realizado o arco metropolitano do Recife, que deve criar um caminho alternativo de acesso, liberando o trânsito da BR-101 e garantindo melhor acesso ao porto de Suape e à nova fábrica de Fiat”, disse a ministra.

Fábrica da Fiat

Ainda em seu discurso, a ministra fez questão de “ganhar ou louros” da implantação da fábrica da Fiat em Goiana (60 km do Recife), que é sempre é citada por Eduardo Campos como fruto da política "desenvolvimentista" e de atração de empresas do governo do Estado.

A fábrica terá investimento superior a R$ 4 bilhões e será a primeira montadora a se implantar no Estado e teve plantada lançada no final de 2010, com presença do ex-presidente Lula.

“A instalação da Fiat faz parte do projeto de desenvolvimento adotado pelo governo federal. Prova disso é que estamos dando R$ 4,5 bilhões em isenções tributárias, além de R$ 5,2 bilhões de incentivo financeiro, com recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) com taxa negativa de 2,5% ao ano”, afirmou.

Além dos recursos para obras viárias, a ministra também disse que R$ 775 milhões serão usados para construção de adutoras e barragens e de um ramal que vai ligar o sertão do Araripe ao eixo norte da transposição do Rio São Francisco.

Além disso, serão investidos R$ 279 milhões para ampliação do Porto de Suape, em Ipojuca (na região metropolitana do recife), que vão ser utilizados para a construção de dois terminais e para obras de dragagem”, disse.

Política