Reforma trabalhista

No Rio, ato do Dia do Trabalho tem "Temer vampiro" e briga entre manifestantes

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, no Rio

  • Ellan Lustosa/Código19/Agência O Globo

    Protesto no Dia do Trabalho no Rio de Janeiro

    Protesto no Dia do Trabalho no Rio de Janeiro

Manifestantes contrários ao governo Michel Temer (PMDB) se reuniram na tarde desta segunda-feira (1º) em comemoração pelo Dia do Trabalho, na praça da Cinelândia, centro do Rio de Janeiro. O ato foi marcado por discursos e palavras de ordem contra as reformas defendidas pela gestão federal, mas também teve atividades artísticas, como a apresentação de uma esquete teatral na qual o presidente da República foi representado como o vampiro.

Durante o evento, convocado também em repúdio à ação da Polícia Militar na greve geral da última sexta-feira (28) --quando o Batalhão de Choque usou bombas de gás e outros equipamentos não letais contra black blocs e manifestantes--, houve uma briga entre um grupo de pessoas e um homem que se identificou como defensor da monarquia. Ele foi agredido a socos e pontapés.

Hanrrikson Andrade/UOL
O ator Marco Aurélio Ramelin vestido de NosferaTemer

O ator que deu vida ao "NosferaTemer", Marco Aurélio Ramelin, 54, disse que a ideia da peça foi fazer uma crítica bem-humorada a quem chama de "sanguessuga da nação". "Essa é uma esquete que a gente já faz há 26 anos, sempre brincando com personagens da política. E a bola da vez é o Temer. Nunca foi tão oportuno fazer esse personagem. Por tudo isso que vem acontecendo", afirmou ele.

Questionado sobre o calor, já que o personagem exigia um figurino pesado que nada combinava com o sol escaldante que premiou o feriado dos cariocas nesta segunda, Ramelin disse que ficaria pior quando ele "entrasse no caixão". "Mas vale a pena", comentou.

O ato em comemoração ao Dia do Trabalho e também contra as reformas defendidas pelo governo federal começou no Rio por volta das 11h. Vários representantes de sindicatos e entidades de classe ocuparam a praça da Cinelândia, além de movimentos sociais e políticos de esquerda. Com exceção da briga entre manifestantes, não houve outros casos de tumulto.

Nem a PM nem os organizadores do evento fizeram uma estimativa do público presente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos