Topo

Ganhador do Nobel diz que antioxidantes podem mais atrapalhar do que ajudar na prevenção do câncer

Para o cientista, as pessoas devem consumir mirtilo por seu sabor agradável, e não para prevenir o câncer - Thinkstock
Para o cientista, as pessoas devem consumir mirtilo por seu sabor agradável, e não para prevenir o câncer Imagem: Thinkstock

Do UOL

Em São Paulo

09/01/2013 14h17Atualizada em 09/01/2013 20h16

Ganhador do Nobel por ter ajudado a decifrar a estrutura do DNA, o cientista James Watson acaba de publicar um trabalho que traz uma nova visão sobre o papel dos antioxidantes no câncer. Para ele, suplementos vitamínicos e “superalimentos”, como o mirtilo e o brócolis, podem mais atrapalhar do que ajudar no combate a certos tipos de tumor.

O artigo foi publicado na edição online do periódico Open Biology, da Sociedade Real Britânica (leia mais aqui).

A dificuldade de se tratar casos terminais de câncer em fase de metástase pode ter relação com o excesso de antioxidantes, afirmou Watson ao Daily Mail. Para o cientista, que também foi o "pai" do Projeto Genoma Humano, está na hora de repensar o papel dessas substâncias.

Watson cita uma série de estudos que provam que antioxidantes como as vitaminas A, C e E e o selênio são ineficazes para prevenir câncer de estômago e aumentar a longevidade. Ao contrário disso, esses suplementos podem até encurtar a vida de quem os consome.

De acordo com o Science Daily, o coração de tese de Watson são moléculas chamadas de ROS, ou “espécies reativas de oxigênio”, que exercem uma dupla função. Ele diz que as ROS são “uma força positiva para a vida” devido ao papel que exercem na apoptose – processo pelo qual certas células cometem suicídio. Por outro lado, as ROS são conhecidas por causar danos irreversíveis ao DNA.

Watson propõe que o fato de a quimioterapia e a radioterapia eliminarem células de câncer tem a ver com o papel das ROS de induzir a morte celular. Isso explicaria por que certos tumores que se tornam resistentes à quimio também não reagem à radioterapia.

O problema é que, em circunstâncias normais, ou seja, quando não são necessárias para conter células fora de controle, as ROS são neutralizadas por antioxidantes. 

Como informa o Science Daily, Watson acredita que cânceres terminais continuarão intratáveis nos próximos dez anos, a não ser que se descubra um modo de reduzir os níveis de antioxidantes.

Para concluir, Watson diz que mirtilos devem ser consumidos por serem gostosos, e não por ajudarem a prevenir o câncer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias