Topo

Pai com doença terminal leva filha ao altar deitado em uma maca

Do UOL, em São Paulo

14/10/2013 09h39

Um americano diagnosticado com uma doença terminal levou a filha ao altar em uma maca de hospital. Os convidados presentes no casamento choraram e bateram palmas ao ver que Scott Nagy conseguiu participar do casamento da filha Sarah neste sábado (12) na Primeira Igreja Evangélica Luterana, em Ohio, nos Estados Unidos.

De acordo com AP, uma equipe de médicos voluntários ajudou Nagy a levar a noiva de 24 anos ao altar, em que o noivo Angelo Salvatore e o reverendo Chuck Kneren esperavam sua chegada.

"Fiz uma promessa em março que iria acompanhá-la até o altar", afirmou o homem de 56 anos. "Ela é a minha princesa. Esta é a minha definição de caminhar até o altar", finaliza. Ele foi diagnosticado no ano passado com câncer de uretra e recebeu quimioterapia. O tratamento é realizado desde agosto no hospital Universitário Seidman Cancer Center.

Os médicos não tinham certeza se ele seria capaz de participar do casamento, inicialmente previsto para o ano que vem. Mas, com os cabos de monitoramento escondidos sob o smoking, e um tubo traqueal, ele conseguiu caminhar até o altar, beijando o neto que levava as alianças e dando um sinal de "positivo" para os convidados.

Jacky Uljanic, uma enfermeira do hospital, ajudou nos preparativos para que o pai pudesse participar do casamento da filha. Ela colocou o paciente em terapia diária para fortalecer e checou a logística com antecedência. O trajeto de ambulância foi doado por uma empresa de transporte médico e um médico e outro profissional de saúde também acompanharam Nagy na cerimônia.

"Nós conseguimos", afirmou Nagy à filha, pedindo que ela não chorasse, pois estragaria a maquiagem.

(Com AP)

Notícias