PUBLICIDADE
Topo

Abuso de medicamentos supera consumo de drogas ilícitas em alguns países

Do UOL

Em São Paulo

04/03/2014 14h53

O consumo abusivo de medicamentos vendidos com prescrição médica aumenta no mundo e representa uma ameaça crescente para a saúde pública, alertou a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife) em um relatório publicado nesta terça-feira (4) em Viena.

"Este uso se intensificou em todas as regiões" e em "alguns países supera a taxa de consumo de drogas ilícitas", indicou em seu relatório anual a Jife, um organismo da ONU com sede em Viena. A entidade não informa, no entanto, quais são esses países.

A entidade indica que o continente americano é particularmente afetado, e que as mulheres consomem mais que os homens. Para a Jife, é preciso reduzir a oferta desses medicamentos e sensibilizar a opinião pública. 

Internet

No capítulo referente ao abuso de drogas lícitas, a juta chama atenção para a venda ilegal de remédios pela internet, algo que cresce conforme aumenta o acesso das populações à rede. 

Segundo a Jife, vários países da Europa e da América do Norte realizam campanhas regulares, muitas vezes na própria web, para informar o público sobre os perigos potenciais de encomendar produtos farmacêuticos pela internet. Alguns desses sites inclusive têm ferramentas para ajudar o consumidor a verificar se a empresa em questão existe e é idônea. Alguns também têm espaço para denúncias. 

Opioide

A entidade também alerta para o abuso de tramadol, um remédio indicado para aliviar a dor que gera dependência, problema que já havia sido ressaltado no relatório de 2012. 

Mais de 30 países (dos 80 que participaram do levantamento) reportaram o uso recreativo da substância. E os índices vêm aumentando em 12 deles. 

Para a organização, é importante que o remédio seja rigidamente controlado em todos os países. 

(Com AFP)