Gosta de levantar peso? Veja cuidados para não se machucar no treino

Maria Júlia Marques e Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Paulo

Se você já frequenta academia há algum tempo e acha que consegue manusear os equipamentos sozinho e sem supervisão, você pode estar correndo graves riscos de saúde. O mal uso das máquinas e escolhas erradas dos pesos podem causar não apenas lesões nos músculos e articulações, mas também acidentes sérios.

Reprodução/ Instagram
Marcelle fraturou a coluna em acidente durante aula de abdominal
Uma estudante de 21 anos sofreu um acidente ao fazer um abdominal inverso em uma academia em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, no último sábado (9). Marcelle Mendes Mancuso estava fazendo o exercício, caiu e fraturou uma vértebra. A jovem foi internada no Hospital Base, onde passou por cirurgia e está no quarto. Segundo o hospital o quadro é estável, mas a família pediu para não divulgar mais informações.

O UOL conversou com especialistas e lista os principais cuidados para praticar exercícios físicos dentro de uma academia com segurança. 

Não seja autossuficiente

O fisioterapeuta da Clubfisio André Nogueira Ferraz, especialista em Esportes pela Santa Casa de São Paulo, acredita que exagerar na "autoconfiança" dentro da academia é um risco. "Mesmo não sendo da área, a pessoa acha que entende do que está fazendo, pensa que está fazendo correto, e começa a inventar moda, inverter a posição do exercício para fazer diferente sem se dar conta de que isso pode causar problemas sérios, além de acidentes", afirma. Ferraz explica que há várias formas de fazer abdominais, trabalhando os mesmos músculos, de forma segura e eficaz.

O instrutor da academia está lá para dar orientações corretas, por isso é tão importante que profissionais de educação física supervisionem a prática dos exercícios. "Mas, não é raro encontrar academias lotadas de alunos dispondo de um ou dois instrutores de sala para atender todo mundo", afirma a fisioterapeuta especializada em treinamento funcional, Luciene de Paula, também instrutora de pilates. 

Os profissionais ajudam a compreender o objetivo de cada exercício e garantem que você ganhe consciência corporal, aprendendo como executar a atividade e quais são seus limites. "Um personal acompanha o aluno, sabe como estimular corretamente o corpo dependendo do resultado desejado e pode corrigir a postura a todo momento, pois os movimentos devem ser adaptados para o corpo de cada aluno, levando em consideração seu preparo físico", afirma o preparador físico César Ribeiro, da ProAction Sports.

Treinar errado causa lesões

Além de aumentar os riscos de acidentes, a falta de acompanhamento pode fazer com que os alunos desenvolvam lesões em médio prazo. "Um treino feito consecutivamente de maneira errada vai gerar lesão, é apenas uma questão de tempo. Então, se a pessoa não se machuca por acidente, vai se machucar para prática incorreta do movimento", diz Luciene. 

Reprodução/ Instagram
Estudante precisou passar por cirurgia
 André Nogueira Ferraz cita uma situação hipotética para exemplificar os riscos: "um aluno começa a fazer agachamento com 30 kg, sob a orientação de aumentar o peso, caso haja facilidade em fazer as repetições. Na primeira vez, ele é acompanhado pelo instrutor que ensina como se deve executar o movimento. Na segunda vez, não necessariamente o instrutor vai estar do lado dele, e ele pode sentir a necessidade de aumentar o peso. Mas aumentar quanto? Se aumentar demais, a pessoa pode até conseguir fazer o exercício, mas isso é ruim em longo prazo. Isso porque, quando está muito pesado, o corpo acaba usando outros músculos que não são apropriados para executar o movimento, o que pode causar contraturas musculares ou distensões. 

O preparador físico César explica também que nosso corpo tende a querer fugir do desconforto. Portanto, se o professor mostrar como se faz o exercício de maneira correta na primeira aula, mas deixe de acompanhar o aluno nos dias seguintes, a atividade pode acabar sendo modificada. "Mesmo sem notar, o aluno pode acabar alterando a posição correta do exercício com o passar dos treinos, buscando uma posição que diminua a dor, mas que pode acabar se machucando", diz César. 

Tenha certeza do bom estado dos equipamentos

É imprescindível saber como os equipamentos funcionam e qual a maneira adequada de se exercitar neles. Mas, usá-los só é seguro se eles tiverem manutenção adequada. "Independente se a pessoa treina em uma grande rede de academias ou naquela academia de bairro ela precisa checar se os equipamentos passam por manutenção periódica. É um pouco difícil de avaliar isso, mas uma dica é ver se os ferros parecem estar enferrujados", diz Ferraz.

Além disso, olhar a pintura dos equipamentos, se os estofamentos estão rasgados ou se as cordas das máquinas parecem desgastadas também pode evidenciar o cuidado ou descaso na manutenção local, de acordo com César Ribeiro.

Alimente-se bem e se hidrate

É recomendado comer de uma hora até meia hora antes de ir para academia, isso porque o organismo precisa de energia para realizar os movimentos. "Mas, agora, com a chegada do verão, muita gente que entrar em forma e sai do trabalho direto para academia, sem comer direito. Ela pode sentir uma fraqueza e passar mal bem no meio do exercício. Não é que vai desmaiar, mas pode deixar o peso cair em cima e, dependendo do exercício, o acidente pode ter consequências mínimas ou ser grave", explica Ferraz.

A ingestão de água também é muito importante. "A desidratação pode causar câimbras e que também podem causar acidentes", afirmar.

O recomendado é tomar goles de água a cada 15 minutos. "Não adianta tomar um litro de água de uma vez que não vai funcionar. O corpo precisa ir repondo os sais minerais que perde durante o exercício. Além disso, a ingestão de isotônicos é recomendada apenas para atletas", acrescenta Luciene de Paula. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos