Minas Gerais registra 2.221 casos prováveis de dengue em 2018

  • James Gathany/Centers for Disease Control and Prevention via AP

Em 2018, Minas Gerais registrou ao menos 2.221 casos suspeitos de dengue, outros 496 de chikungunya e 17 de zika, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta segunda-feira (29).

Há ainda um caso de morte por dengue em investigação. Em 2017, foram confirmadas 17 mortes causadas pela doença. Até o momento, no entanto, não foi registrado nenhum caso de óbito [confirmado ou em investigação] nem para chikungunya e nem para zika.

Os municípios mineiros de Estrela do Indaiá, Timóteo, Visconde do Rio Brando, Tocantins, Monjolos, Serra da Saudade, Capitão Andrade, Felixlândia, Conceição do Pará, Companário e Ubá são os de maior incidência de casos prováveis de dengue. 

Vale lembrar que Minas Gerais viveu três grandes epidemias de dengue: 2010, 2013 e 2016. Em 2017, um ano considerado não epidêmico, foram registrados 28.227 mil casos prováveis, contra 520.985 registros, em 2016. 

Em janeiro do ano passado, o Estado contabilizou 4.798 casos da doença, que é transmitida pelo Aedes Aegypti --que também é o responsável pela transmissão dos vírus chikungunya e zika. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos