Casos de toxoplasmose no RS chegam a 218, e origem do surto é desconhecida

Luciano Nagel

Colaboração para o UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Prefeitura de Santa Maria (RS)

A prefeitura de Santa Maria (RS) informou que subiu para 218 o número de pacientes que contraíram toxoplasmose durante um surto da doença no município. Dentre as confirmações, há 20 casos de gestante. A doença pode comprometer o desenvolvimento do feto e causar até o aborto. 

Há ainda 319 casos de notificação em investigação, de acordo com o boletim da Secretaria Estadual da Saúde, dentre eles outras 103 mulheres grávidas estão com a suspeita de ter contraído a doença. 

Esse é o maior surto da doença no Rio Grande do Sul, e as autoridades de saúde pública ainda não sabem qual é a fonte de contaminação dos casos que começaram a aparecer em abril deste ano. Em 2015, o município de São Marcos, na serra gaúcha, registrou 154 pessoas contaminadas pela doença após consumirem carne malpassada.

Por enquanto, a recomendação da Sociedade Brasileira de Infectologia é evitar comer carnes cruas ou malcozidas, comer apenas vegetais e frutas bem levadas em água corrente, lavar sempre as mãos com sabão ou detergente antes e depois de manipular os alimentos, tomar água mineral ou fervida por 10 minutos e evitar contato com fezes de gato.

A doença é causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, que infecta mamíferos e pássaros no mundo todo. A toxoplasmose causa febre, cansaço, mal-estar e gânglios inflamados. De acordo com a médica infectologista da Secretaria da Saúde de Santa Maria, Paula Flores Martinez, de cada quatro pacientes, em média, apenas um apresenta sintomas da doença.

Já as gestantes devem redobrar os cuidados. "A toxoplasmose pode comprometer o desenvolvimento do feto e até levar ao aborto. Microcefalia e doenças neurológicas também podem atingir o bebê", alerta a médica.

Técnicos da Secretaria Estadual da Saúde e do município de Santa Maria estão investigando dois casos de óbito fetal com suspeita de toxoplasmose em gestantes que contraíram a doença - um feto de 28 semanas gestacionais e outro com 36 semanas. Além disso, o aborto em uma grávida de 15 semanas gestacionais também está sendo periciado.

Guilherme Alves
Toxoplasmose pode ser transmitida pela ingestão de carne crua ou malpassada

O que é toxoplasmose

A toxoplasmose é uma doença infecciosa causada por um protozoário, que pode ser adquirido pelo humano de três formas. 

1 - Ingestão de oocistos (local de desenvolvimento de um parasita) provenientes do solo, areia, latas de lixos contaminados com fezes de gatos infectados;

2 - Ingestão de carne crua e malcozida infectada com cistos, especialmente carne de porco e carneiro;

3 - Por infecção de mãe para o feto, ocorrendo em 40% dos fetos de mães que adquiriam a infecção durante a gravidez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos