PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Secretário relata 'crise logística' em SC: 'Doença está nos atropelando'

Hospital de Xanxerê (SC) acomodou pacientes em espaços improvisados - Divulgação
Hospital de Xanxerê (SC) acomodou pacientes em espaços improvisados Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

04/03/2021 08h04

André Motta Ribeiro, Secretário de Saúde de Santa Catarina, admitiu hoje que a covid-19 está "atropelando" a rede de saúde do estado. Ele admitiu que os catarinenses estão enfrentando uma crise logística por causa da pandemia.

"Temos pacientes aguardando leitos de UTI em setores emergenciais hospitalares, em uma rede capilarizada e organizada. Solicitamos ajuda do Espírito Santo, mas vivemos uma crise logística. É um ano complicado. A doença está nos atropelando", afirmou André em entrevista à CNN Brasil.

O Secretário destacou que o governo do estado tem ampliado a quantidade de leitos de UTI, mas a procura por esses leitos tem sido maior do que é possível oferecer.

"Iniciamos o combate à pandemia com 548 leitos SUS adulto. Implementamos quase 800 no ano passado. E nesse ano, implementamos 200 leitos de UTI covid. Mas a demanda é maior que a oferta", afirmou André, ressaltando que "quem aguarda UTI está sendo assistido em ambientes seguros".

André descarta a possibilidade de criar hospitais de campanha em Santa Catarina, pois alega que não falta espaço nos hospitais. Ele diz que precisa mais de equipamentos e recursos humanos, pois "muitos profissionais de saúde adoeceram, morreram e desistiram no enfrentamento cruel da doença".

O Secretário também foi perguntado sobre a situação do Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, onde existem relatos de pessoas sendo mal atendidas e morrendo em locais inadequados. Motta alegou que não houve tratamento inadequado no local.

"As pessoas não estão morrendo por falta de tratamento adequado. Estabilizamos pacientes em ambiente de emergência. UTI é ambiente controlado, especializado, mas pacientes são estabilizados nas emergências hospitalares. E nossa rede é muito robusta de pré hospitalar fixo e até movel", defendeu André.

Saúde