PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
10 meses

Gabbardo prevê recorde de mortes e critica debate sobre Lula e Bolsonaro

Gabbardo pediu uma ação nacional para combater os novos picos de covid-19 no país - Divulgação/Governo Estadual
Gabbardo pediu uma ação nacional para combater os novos picos de covid-19 no país Imagem: Divulgação/Governo Estadual

Colaboração para o UOL

09/03/2021 14h29

João Gabbardo, coordenador-executivo do centro de contingência da covid-19 em São Paulo, acredita que hoje haverá um recorde de mortes causadas pela doença. Ele fez essa previsão no Twitter e aproveitou para criticar o debate político que gira em torno do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ex-presidente Lula (PT).

"Hoje ao final do dia teremos o maior número de novos óbitos (recorde) do país de toda a pandemia. Precisamos urgente de ação nacional, mas estaremos falando de Lula e Bolsonaro", afirmou Gabbardo na rede social.

Portanto Gabbardo não deixou claro se o recorde previsto é apenas em São Paulo ou no Brasil inteiro. No estado, o recorde de mortes por covid-19 em um dia é de 468. No país, o recorde é de 1910 óbitos.

O debate político citado por Gabbardo acontece por causa da anulação do processo de Lula no STF, determinado ontem pelo ministro Edson Fachin, o que abriu uma série de polêmicas, inclusive sobre a próxima eleição para presidente.

Jair Bolsonaro já descartou a possibilidade de criar uma ação nacional para conter a propagação da covid-19 com medidas de restrição e isolamento social.

Saúde