PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
15 dias

'Temos que ser cirúrgicos', diz procurador que vai investigar Prevent

24/09/2021 13h24

O procurador-geral de Justiça do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) Mario Sarrubbo disse hoje que a força-tarefa que foi criada para inventar a Prevent Senior vai agir de forma rápida, mas criteriosa. Segundo ele, isso será importante para dar uma resposta à população, mas também para não prejudicar a empresa.

"Nós não podemos ser afoitos, mas temos que dar uma resposta rápida para a população, até para que se preserve a empresa, é uma empresa grande, que gera muitos empregos, nós temos que ser cirúrgicos", disse o procurador em entrevista ao UOL News de hoje.

Mario Sarrubbo reforçou a necessidade de preservação da Prevent Senior em outros dois momentos na entrevista, ressaltando que a atuação do MP será imparcial e criteriosa. "Estamos investigando casos localizados envolvendo o tratamento da covid-19", falou.

É necessário preservar a empresa, os empregos que ela gera, o atendimento de saúde que ela ainda gera, para que o alvo efetivamente seja atingido, que são aqueles profissionais médicos, alguns podem até ser dirigentes da empresa, que possam ter violado a lei, que possam ter atuado de forma ilegal".
Procurador-geral de Justiça do MP-SP, Mario Sarrubbo, em entrevista ao UOL News

Em sua fala, o procurador explicou que as mortes dos pacientes da Prevent Senior serão investigadas, uma vez que foi levantada a suspeita de que eles tenham recebidos remédios sem eficácia contra a doença e sem dar autorização para o suposto tratamento.

Além disso, segundo Sarrubbo, o MP vai investigar as supostas falsidades em declarações de óbito, assim como possíveis omissões de notificação de covid-19 à autoridade de Saúde nacional.

Saúde