PUBLICIDADE
Topo

Escândalo! Jornal revela que resultado do Miss Terra pode ser comprado por R$ 8 milhões

Tcheca vence Miss Terra 2012, no último sábado - Efe
Tcheca vence Miss Terra 2012, no último sábado Imagem: Efe

Fábio Luís de Paula

Do UOL, em São Paulo

29/11/2012 09h25Atualizada em 29/11/2012 09h57

O jornal russo "Komsomolskaya Pravda" publicou uma reportagem onde afirma que os resultados dos concursos que escolhem a miss Rússia (Krassa Rossii) e a miss Terra podem ser comprados por US$ 4 milhões (cerca de R$ 8 milhões).

Com a ajuda de câmeras escondidas e jornalistas disfarçados, o jornal fez propostas para as organizações dos concursos, separadamente, e ambos concordaram em coroar uma beldade russa em troca de uma quantia em dinheiro.

Lorraine Schuck, presidente da empresa filipina Carousel Productions, responsável pelo Miss Terra, negou em um comunicado oficial que aceitou coroar uma russa em troca de dinheiro. Entretanto, um vídeo na internet contradiz Schuck e mostra o flagra do momento em que ela concorda com a proposta. A "proposta" teria sido feita no ano passado, no escritório de Schuck.

  • Divulgação

    Logo do Miss Terra 2012

A 12ª edição do Miss Terra aconteceu no último sábado (24), em Manila, nas Filipinas. A vencedora deste ano foi a representante da República Tcheca, Tereza Fajksova. A miss Filipinas, Stephany Stephanowitz, ficou em segundo lugar, com o título de Miss Ar, a venezuelana Osmariel Villalobos ficou em terceiro, como Miss Água, e a brasileira Camila Brant ficou em quarto lugar, com o título de Miss Fogo.

O concurso faz parte do chamado "Grand Slam", que reúne os cinco maiores concursos internacionais de beleza, ao lado do Miss Universo, Miss Mundo, Miss International e Miss Supranational. O site Global Beauties, especializado em concursos, diz que o Miss Terra pode deixar o Grand Slam após o escândalo.