Topo

Tecnologia

iPhone


Rumores indicam que iPhone XI vai entrar na modinha e ter três câmeras

Reprodução/Twitter @OnLeaks
Suposta imagem do iPhone XI, que ainda não foi oficializado pela Apple Imagem: Reprodução/Twitter @OnLeaks

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

11/01/2019 10h45Atualizada em 11/01/2019 11h36

A gente avisou: a câmera tripla --ou quádrupla, ou quíntupla, ou sabe-se lá quantas terá-- parece que veio para ficar nos celulares. E a Apple, a empresa que já se acostumou a ser chamada de não-inova-mas-tenta-melhorar-o-que-está-bombando, poderá correr atrás e colocar câmera tripla no seu futuro iPhone XI.

Pois é, os rumores já estão chamando o próximo iPhone de XI. Mas não será o único, pois de novo a Apple poderá lançar três modelos de uma vez. O "Wall Street Journal" disse nesta sexta (11) que a Apple vai apresentar um sucessor do iPhone XR, que manteria a tela LCD mas ganharia câmera dupla, ao lado de outros dois aparelhos.

Já o melhor modelo dos três --o suposto XI-- pode incluir um sistema de câmera tripla na traseira, com o objetivo de competir com os recentes aparelhos Android, como os da Samsung, LG e Huawei, que adotaram o conceito de várias câmeras para melhorar as fotos com novos recursos.

Na semana passada, o "vazador" de informações de celulares @OnLeaks tuitou que a Apple introduzirá um sistema desse tipo ainda este ano. "Sim, já chegou a hora de conhecer o novo #iPhone através de lindas imagens renderizadas", disse ele atribuindo a descoberta ao site indiano "Digit".

Conhecer as funções da câmera do seu celular pode fazer diferença nas suas fotos

Entenda

Não está claro o que uma câmera adicional na parte traseira de um iPhone vai realizar, mas os rumores surgiram após relatos de que a Sony está melhorando suas câmeras com chips de processamento de imagem em 3D, e que isso já atraiu a atenção da Apple.

A Apple também está considerando usar apenas telas OLED em seus iPhones para 2020, de acordo com o jornal. Isso provavelmente elevaria o preço geral de venda dos iPhones da Apple no próximo ano, em meio a preocupações com as vendas do celular na China e em outros mercados em desenvolvimento. A Apple recentemente viu suas ações da Apple despencaram 9,96% em um dia, após prever uma perda na estimativa de receita.