Novas manifestações na França contra projeto de lei trabalhista

Paris, 24 Mar 2016 (AFP) - Estudantes e trabalhadores franceses protestavam novamente nesta quinta-feira, em Paris, e outras cidades do país contra o projeto de lei trabalhista pelo governo socialista.

As manifestações descambaram para atos de violência em várias cidades. Vários veículos foram incendiados e 24 pessoas foram detidas, informaram as autoridades.

A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo em Paris e em Nantes (oeste) para dispersar grupos de jovens, alguns dos quais estavam com o rosto coberto.

Desde o começo de março, centenas de milhares de pessoas se manifestaram em dois dias de ação contra este texto, aprovado na quinta-feira pelo Conselho de Ministros.

Vários estabelecimentos de ensino estavam bloqueados na manhã desta quinta, entre eles o emblemático Instituto de Ciências Políticas de Paris.

"Queremos a retirada da lei, mas além disso, dizer ao governo que estamos fartos", que "precariza nosso futuro", disse Marius, estudante secundarista de 15 anos.

Uma grande manifestação começou nas primeiras horas da tarde em Paris, em um clima tenso. Os estudantes encabeçavam um cortejo, agitando uma bandeira na qual se podia ler "A noite é para transar, não para trabalhar".

Pela manhã, foram celebradas manifestações em várias outras cidades do país, como Rennes (oeste) e Marselha (sul).

Faltando um ano para as eleições presidenciais, o medo de um grande movimento social levou o governo a fazer concessões sobre vários pontos do projeto de lei, de inspiração liberal.

Mas sete sindicatos e organizações estudantis consideraram insuficientes estas modificações e reivindicam a retirada da lei.

Depois das manifestações desta quinta-feira, sindicatos e organizações estudantis convocaram uma grande mobilização, com greves e manifestações, para 31 de março.

bat-cld-mc/dmc/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos