Gravidez entre adolescentes tem queda histórica nos Estados Unidos

Miami, 28 Abr 2016 (AFP) - A gravidez entre adolescentes de 15 a 19 anos caiu 61% entre 1991 e 2014 nos Estados Unidos, onde campanhas informativas e um melhor acesso a métodos anticoncepcionais levaram estes números ao menor nível já registrado, segundo um informe.

Bebês de mães adolescentes representam agora 24,2 em cada mil nascimentos ocorridos em 2014 contra 61,8 em 1991, indicou um informe do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, publicado nesta quinta-feira.

Esta taxa "é a mais baixa já registrada" nos Estados Unidos, acrescentou o informe, destacando que uma baixa substancial ocorreu nos últimos dez anos.

"Entre 2006 e 2014, a taxa de concepções de adolescentes diminuiu 41%", destacou o relatório, ressaltando que esta baixa é menor entre comunidades de origem latino-americana (51%) e negros (44%) com relação aos brancos (35%).

"Na maior parte dos casos, as gestações não são intencionais e as mães enfrentam uma situação socioeconômica de desvantagem", explica Jennifer Wu, ginecologista do hospital Lenox Hill de Nova York.

"As adolescentes não costumam ter um bom acesso a exames pré-natais e isto pode ter um enorme impacto em suas gestações", acrescentou a médica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos