Venezuela fecha fronteira com o Brasil por contrabando de cédulas

Brasília, 14 dez 2016 (AFP) - O governo da Venezuela determinou o fechamento da fronteira com o Brasil por 72 horas para combater o contrabando de notas de 100 bolívares, depois que o presidente Nicolás Maduro decidiu tirá-las de circulação, informou a chancelaria em Brasília na quarta-feira.

Segundo o Itamaraty, a embaixada brasileira em Caracas recebeu nota verbal da chancelaria venezuelana informando que a fronteira entre os dois países estaria fechada a partir da meia-noite de terça-feira por um período de 72 horas.

Em comunicado enviado à AFP, o Itamaraty afirmou que se trata de uma questão "de aspectos internos do país vizinho" que não cabe comentar o Brasil.

Também pelo contrabando de notas, a Venezuela tinha informado na noite de segunda-feira o fechamento da fronteira com a Colômbia.

Maduro determinou na semana passada retirar as cédulas de 100 bolívares - as de maior valor - para acabar com as supostas "máfias" que as apreenderiam na fronteira com a Colômbia, em um suposto complô orquestrado pelos Estados Unidos para "asfixiar" a combalida economia venezuelana.

O Brasil, através dos estados do Amazonas e de Roraima (norte), tem uma fronteira comum de 2.200 km com a Venezuela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos