Rei sueco pede objetividade e responsabilidade à imprensa

Estocolmo, 23 Fev 2017 (AFP) - O rei sueco, Carl XVI Gustaf, pediu nesta quinta-feira à imprensa responsabilidade e objetividade na cobertura das notícias da Suécia, depois que o presidente americano, Donald Trump, citou desafios de integração de migrantes no país escandinavo.

"É importante para a imagem da Suécia no mundo que a imprensa mostre os bons exemplos", declarou o monarca ao jornal Sydsvenskan. "E isso é impossível sem meios de comunicação sérios que se apoiem em fontes confiáveis", acrescentou.

Para defender sua restritiva política migratória, Trump citou a Suécia como um exemplo do que não deve ser feito em matéria de acolhimento de estrangeiros, dando a entender que o país vivia uma onda de violência desde a chegada de 244.000 migrantes em 2014 e 2015.

Nenhuma estatística confirma as alegações feitas pelo presidente americano em um discurso na Flórida no sábado, mas os distúrbios registrados na segunda-feira seguinte em um subúrbio de Estocolmo não ajudaram na defesa das autoridades suecas.

Carl XVI Gustaf elogiou o trabalho de pesquisa sobre questões de imigração e integração realizada pela universidade de Malmö (sul), local que visitou na quarta-feira com o governador-geral do Canadá, David Johnston.

"É importante que esta pesquisa seja divulgada", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos