Secretário de Energia dos EUA sugere permanecer no Acordo de Paris

Washington, 25 Abr 2017 (AFP) - O secretário americano de Energia, Rick Perry, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos deveriam permanecer no Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas e renegociá-lo, ao invés de se retirar desse pacto global para reduzir as emissões de gases poluentes.

"Não vou dizer ao presidente que abandonemos o acordo. Mas lhe direi que provavelmente precisaremos renegociá-lo", disse Perry, o primeiro membro do governo de Donald Trump a sugerir a permanência de Washington no pacto.

Em um painel sobre investimentos em energia, Perry criticou especialmente a Alemanha, por considerar que o país, enquanto fecha usinas nucleares, aumenta as emissões pela utilização de tecnologias inadequadas.

"Meu ponto de vista é: não assine um acordo e espere que nós permaneçamos nele se você não vai participar dele realmente e ser parte do acordo", expressou o secretário americano.

Segundo Perry, os Estados Unidos estão realizando "ações por um impacto positivo".

"Precisamos nos sentar, e eles precisam ser sérios em relação a isto", acrescentou.

Durante a campanha eleitoral, Trump sugeriu a retirada dos Estados Unidos do acordo global alcançado em Paris, que obriga os países a manter um plano de redução de emissões.

Trump nunca escondeu que não acredita nas mudanças climáticas, e chegou a dizer que estas são um "mito" criado pela China para prejudicar a indústria americana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos