Francês sequestrado há seis semanas é libertado no Sudão

Um francês sequestrado há seis semanas no Chade e levado ao Sudão foi libertado após uma operação em coordenação com os serviços de inteligência, informaram as autoridades sudanesas.

Thierry Frezier, empregado de uma empresa de mineração de 60 anos, foi libertado no sábado (6). Em um breve comunicado de imprensa, o ex-refém disse ter sido "bem tratado" por seus captores.

"O tratamento foi muito bom, não tenho nada a dizer sobre isso. Então, não posso reclamar, no meu infortúnio tive um pouco de felicidade", declarou.

"Quero agradecer ao governo sudanês e às autoridades civis e militares que permitiram a minha libertação", concluiu o ex-refém.

Um funcionário do Serviço Nacional de Inteligência e Segurança sudanês, Mohammed Hamid, anunciou por sua vez que os ex-refém seria entregue à embaixada da França em Cartum.

Ele ressaltou que o francês foi libertado graças aos esforços coordenados dos serviços de inteligência do Sudão, Chade e França.

Thierry Frezier havia sido sequestrado em 23 de março em uma localidade situada a 50 km de Goz Beida, 200 km ao sul de Abeche, no Chade. Mas no dia seguinte, as autoridades chadianas anunciaram que o refém tinha sido levado para o Sudão.

Ao anunciar sua libertação, a Presidência francesa felicitou "todos os atores envolvidos para dar um final feliz ao sequestro."
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos