Manifestação e shows no Rio contra Temer

Rio de Janeiro, 28 Mai 2017 (AFP) - Centenas de pessoas se reuniram neste domingo na praia de Copacabana em uma mobilização com shows de grandes nomes da música brasileira, pedindo a renúncia do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas.

Encurralado por graves denúncias de corrupção, Temer se nega a renunciar, mas seu mandato está por um fio diante da pressão popular e do risco de debandada de sua base aliada.

"Se empurrar, o Temer cai", gritavam os manifestantes.

Entre os cantores presentes estavam Caetano Veloso e Milton Nascimento.

Os shows também juntaram diferentes gêneros, como o samba de Teresa Cristina e Mart'nália, e o rap de Mano Brown e Criolo.

A manifestação foi convocada por movimentos de esquerda que recuperaram o lema "Diretas Já", utilizado no início dos anos 1980 pelo movimento democrático que reivindicava o fim da ditadura militar e a volta das eleições diretas para presidente.

De acordo com a Constituição, se Temer foi destituído ou renunciar, o Congresso ficará encarregado de nomear o seu sucessor nos 30 dias seguintes.

Mas muitos brasileiros rechaçam esse procedimento devido ao total desprestígio do Congresso, cuja maioria dos membros é investigada por corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos