México contabiliza danos após terremotos e tempestade de setembro

México, 28 Set 2017 (AFP) - Os terremotos e a tempestade tropical Lidia - que atingiram o México em setembro - deixaram mais de 400 mortos e 150.000 casas danificadas em vários estados do país, e agora precisará de um investimento bilionário para sua reconstrução, segundo dados oficiais divulgados nesta quarta-feira.

Os danos também atingem mais de 12.000 escolas, e exigirão 13 bilhões de pesos (cerca de 717 milhões de dólares) para sua reabilitação, e a 1.500 monumentos históricos, que precisarão de 8 bilhões de pesos (cerca de 440 milhões de dólares).

Em alguns casos o dano é total e em outros, parcial.

"Os números não nos deixam ver os danos nas casas, no patrimônio cultural, os danos à milhares de escolas afetadas que exigirão a reconstrução total", disse o presidente Enrique Peña Nieto após uma reunião com seu gabinete e governos locais em sua residência oficial de Los Pinos.

O presidente acrescentou que se trata de números preliminares que podem ser revisados à medida que avancem os balanços realizados sobre os danos.

"Nessa tragédia o que mais sentimos hoje é que tenha havido pessoas que morreram, mais de 420 pessoas, em números que vão sendo alterados dia a dia. Esse é o número de pessoas e famílias que sentem hoje dor e tristeza", disse Peña Nieto.

O presidente acredita que os trabalhos de reconstrução podem ser concluídos em uma questão de meses.

"Eu espero que no Ano Novo tenhamos um México novo, reconstruído e em condições de normalidade", disse o presidente.

Em várias áreas que sofreram desabamentos na capital, os tratores já são utilizados para retirar escombros. Na noite desta quarta-feira, as autoridades descartaram a presença de pessoas com vida em um prédio de escritórios no bairro de Roma.

"Há boatos de que encontramos um espaço vital, que tem pessoas vivas, mas isto é falso. Buscamos em todos os espaços que havia no prédio tentando encontrar pessoas presas, mas não encontramos", disse à imprensa Ricardo de la Cruz, diretor da Defesa Civil federal.

Setembro foi um mês difícil para o México em questão de catástrofes naturais. No começo do mês, a tempestade Lidia deixou pelo menos sete mortos na Baixa Califórnia Sul, no noroeste do país.

No dia 7 de setembro, um terremoto de magnitude 8,2 atingiu país, deixando cerca de cem mortos, principalmente no estado de Oaxaca, no sul.

Em 19 de setembro, no 32º aniversário do poderoso terremoto que em 1985 deixou 10.000 mortos, o México foi sacudido por um tremor de magnitude 7,1 que até o momento matou 337 pessoas, a maioria na Cidade do México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos