Príncipe Harry e atriz Meghan Markle vão se casar em 2018

Londres, 28 Nov 2017 (AFP) - O príncipe Harry da Inglaterra e a atriz americana Meghan Markle vão se casar em 2018, anunciou a Casa Real nesta segunda-feira (27), um ano e meio depois de terem se conhecido, em um encontro às cegas organizado por uma amiga em comum.

"Soube que era ela desde o primeiro momento em que nos vimos", afirmou à imprensa Harry, neto da rainha Elizabeth II, ao lado de Meghan nos jardins do Palácio de Kensington, em Londres, onde morarão após o casamento, na primavera (hemisfério norte) de 2018.

Meghan disse estar "muito feliz", enquanto exibia o anel de noivado que recebeu do príncipe. A aliança, que foi desenhada pelo próprio Harry, conta com três diamantes, dois deles pertencentes à falecida princesa Diana de Gales.

Em uma entrevista à rede de televisão BBC, que foi ao ar nesta segunda-feira à tarde, o príncipe, de 33 anos, e Meghan, de 36, contaram que se conheceram em Londres em um encontro às cegas organizado por uma amiga em comum, e um mês depois ele a convidou para passar cinco dias acampando em Botswana.

Harry explicou na entrevista que tentou preparar sua futura esposa para a enorme atenção midiática e popular que se aproximava.

"Tentei alertá-la o máximo que pude, mas acho que a reação nos surpreendeu totalmente", disse.

Em referência à cor da sua pele, Meghan, cuja mãe é negra, disse que "é uma pena que neste mundo o foco seja esse".

O pai do noivo, o príncipe Charles, foi o encarregado de anunciar o casamento em um comunicado. "Estou verdadeiramente muito feliz" de que Harry tenha encontrado o amor.

A rainha Elizabeth II e seu marido, príncipe Philip, expressaram sua satisfação com o casamento do neto, informou o Palácio de Buckingham.

"A rainha e o duque de Edimburgo estão encantados com o casal e desejam a eles toda a felicidade", afirmou um comunicado postado no Twitter.

Este será o primeiro casamento real em sete anos e chega em um momento calmo para a Casa Real, sem escândalos e com uma aceitação entre os súditos britânicos.

Harry, quinto na linha de sucessão ao trono, é o segundo filho do príncipe Charles com a princesa Diana, após William.

- Uma americana na Casa Real -O príncipe serviu no Exército, na guerra do Afeganistão, e o anúncio de seu casamento é o ponto alto de sua chegada à maturidade, depois de infância e adolescência marcadas pela morte trágica de sua mãe e por alguns episódios de rebeldia.

Divorciada de seu primeiro marido, um produtor de cinema com o qual esteve casada durante dois anos (2011-2013), Meghan encarnou uma advogada na série de televisão "Suits".

A atriz é a segunda americana divorciada a entrar na Casa Real britânica, depois de Wallis Simpson, a esposa de Edward VIII, o tio-avô de Harry que abdicou em 1936, após apenas 10 meses no trono.

O que em outra época era polêmico, hoje pode ajudar: "Mostrará que Harry é um homem profundamente moderno, à altura, e não uma criatura estranha vinda de outro planeta, como os membros da Casa Real às vezes são percebidos", disse à AFP Penny Junor, biógrafa do príncipe.

Há um ano, a relação de Harry e Meghan ficou conhecida e, uma semana depois, foi praticamente oficializada com um comunicado da Casa Real, expressando seu descontentamento pelo "sexismo" e "racismo" contra a atriz nas redes sociais e o assédio à atriz por parte da imprensa.

O "crime" da atriz, que é conhecida por sua independência e defesa do feminismo, foi ter tirado a camisola em uma cena do seriado, que acabou indo parar em um site de vídeos pornô.

O jornal The Sun, o mais popular do país, deu a manchete em sua capa: "A amiga de Harry no Pornhub", a plataforma de vídeos para adultos.

Os pais da noiva, Thomas Markle e Doria Raglanda, tornaram público um comunicado expressando sua alegria pelo enlace.

"Estamos incrivelmente felizes por Meghan e Harry. Nossa filha sempre foi uma pessoa amável e carinhosa. Vê-la unida a Harry, que compartilha das mesmas qualidades, é uma fonte de alegria para nós enquanto pais", escreveram.

O irmão de Harry, William, e sua esposa Catherine, duquesa de Cambridge, que protagonizaram em 2011 o último grande casamento real, também deram sua bênção à noiva.

"Estamos muito contentes por Harry e Meghan. Foi maravilhoso conhecê-la e ver como ela e Harry são felizes", afirmou o casal real.

A primeira-ministra Theresa May também manifestou "sua mais afetuosa felicitação aos noivos".

"É um momento de grande celebração e alegria para duas pessoas apaixonadas e, em meu nome, do governo e do país, quero desejar a eles muita felicidade no futuro", afirmou May.

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e sua mulher, Michelle, desejaram "uma vida repleta de alegria e de felicidade" ao casal.

A agência ONU Mulheres destacou que Meghan contribuiu para defender a igualdade de gênero e manifestou seu desejo de que siga com este trabalho quando se tornar a esposa do príncipe Harry.

A atriz se tornou em 2014 defensora da participação política das mulheres e atuou nesta instância das Nações Unidas. Um ano depois, pronunciou o discurso em Nova York para comemorar o 20º aniversário da Conferência Mundial da Mulher, celebrada em Pequim.

"Meghan Markle ajudou a chamar a atenção global sobre os problemas da igualdade de gênero. A ONU Mulheres confia e espera que em seu novo e importante papel siga usando sua visibilidade e voz para apoiar os avanços para a igualdade de gênero".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos