PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Queimados dois supostos criminosos na Bolívia sob 'justiça comunitária'

27/11/2017 19h18

La Paz, 27 Nov 2017 (AFP) - Dois supostos ladrões de carros foram queimados vivos em um povoado rural da Bolívia, perto da fronteira com o Peru, depois de serem submetidos a um processo de "justiça comunitária", informou um promotor nesta segunda-feira.

O incidente foi registrado no fim de semana passado no pequeno povoado rural de Antaquilla, ao norte do Lago Titicaca e perto da fronteira peruana.

"Os moradores, juntos, determinaram queimar os dois supostos ladrões de automóveis na praça do povoado, de acordo com uma sentença de sua justiça comunitária", informou o promotor Marco Vargas à rádio Fides.

Um grupo de policiais e um promotor tentaram impedir a ação, mas cerca de 500 habitantes os desalojaram do local. "Há um acordo de silêncio entre os moradores" para não delatar os responsáveis, indicou o promotor.

Um relatório do Ministério da Justiça estabeleceu que em 2013 foram registrados 79 linchamentos e morte de supostos criminosos pelas mãos do que chamam de justiça civil e sumária.

A lei só permite aos habitantes de povoados julgar sob suas próprias normas os crimes menores, como roubo de gado e invasão de terras, e os casos graves devem ser levados à Justiça comum.

Internacional