Terremoto de 6,1 graus de magnitude abala o Afeganistão

Cabul, 31 Jan 2018 (AFP) - Um terremoto de 6,1 graus de magnitude sacudiu nesta quarta-feira o nordeste do Afeganistão, anunciou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS).

O terremoto também foi sentido no Paquistão, onde o teto de uma casa desabou e matou uma criança, além de ter deixado nove feridos, informou uma fonte do governo da província do Baluchistão, próxima da fronteira com o Afeganistão.

O tremor aconteceu pouco depois das 7H00 GMT (5H00 de Brasília) na região das montanhas de Hindu Kush a uma profundidade de 191 quilômetros, segundo o USGS.

O fenômeno teve como epicentro uma área próxima ao distrito de Jarm, a 250 km de Cabul, capital do Afeganistão.

As autoridades não assinalaram nenhuma vítima, mas as províncias de Badakhshan e, principalmente, de Jurm, onde foi localizado o epicentro, são de difícil acesso e não se sabe se houve registro de víltimas.

Além disso, a forte presenta de talibãs nessa região pode complicar as operações de socorro.

As primeiras informações da imprensa local falam de casas destruídas e gados dizimados.

Em Cabul, não houve danos ou vítimas, mas as construções tremeram e as pessoas correram para as ruas.

"A gente ficou com medo de novo", afirmou à AFP AFP Mustafá, vendedor de tapetes na Chicken Street, a rua de antiquários, perto do lugar onde um atentado deixou mais de 100 mortos no sábado passado.

A explosão de uma ambulância-bomba foi a causa de tantas mortes nesta rua de pedestres, uma das últimas que subsistem no setor antigo da capital, hoje abandonado.

Cabul sofreu três trágicos atentados em dez dias e sobre ela pesa a ameaça de novos ataques.

A angústia da população é perceptível e se duplicaram os bloqueios nas ruas e foi reforçada a segurança nos prédios públicos e estrangeiros.

O tremor também foi sentido no Paquistão, nas cidades de Islamabad, Peshawar e Lahore, onde os habitantes também correram para s ruas.

Uma criança e nove membros de sua família moreram na província paquistanesa do Baluchistão, na fronteira com o Afeganistão, segundo as autoridades locais.

No noroeste do Paquistão, os habitantes foram alertados contra riscos de avalanches de neve.

Afeganistão e Paquistão são regularmente afetados por terremotos, particularmente na cordilheira de Hindu Kush, que se encontra entre as placas tectônicas indiana e euroasiática.

Em outubro de 2015, um terremoto de 7,5 graus deixou 380 mortos na mesma região atingida nesta quarta no Afeganistão.

bur-ds/st/ahe/ra/erl/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos