PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Embaixador britânico não irá a reunião em Moscou sobre ataque a ex-espião

21/03/2018 09h03

Moscou, 21 Mar 2018 (AFP) - O embaixador do Reino Unido na Rússia não comparecerá à reunião convocada nesta quarta-feira pelo ministério russo das Relações Exteriores para apresentar a versão de Moscou no caso do envenenamento do ex-espião duplo russo em solo britânico.

Esta decisão foi imediatamente criticada pelo Kremlin, para quem significa que Londres não quer ouvir o que tem a dizer.

A Rússia convocou para esta quarta os embaixadores estrangeiros credenciados em seu território para explicar seu ponto de vista sobre o caso do do ex-agente duplo na Inglaterra.

Os embaixadores estão convidados para "um encontro com autoridades e especialistas do departamento responsável pelas questões de não-proliferação e controle de armas" do ministério russo das Relações Exteriores, indicou a porta-voz do ministério, Maria Zakharova.

Essa reunião será dedicada ao caso do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal, que anos atrás traiu seu país em benefício dos britânicos, e de sua filha, em 4 de março em Salisbury, declarou a porta-voz à agência russa TASS.

"O ponto de vista russo será exposto aos representantes oficiais dos Estados estrangeiros. Suas possíveis perguntas serão respondidas e a Rússia formulará suas próprias questões" neste caso, apontou.

O envenenamento de Skripal provocou uma grave crise nas já tensas relações entre Moscou e os países ocidentais e resultou na expulsão de 23 diplomatas russos do território britânico e na suspensão dos contatos bilaterais.

Em resposta, a Rússia, que defende sua inocência, anunciou a expulsão de diplomatas britânicos e pôs fim às atividades do British Council, a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e educacionais.

as-all/gmo/ces/ra/pc/acc/cn

Internacional