"Condenação de Lula é impedir que ele volte a ser presidente", diz Evo Morales

  • Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

    Evo Morales recebeu o aval do Tribunal Constitucional para se candidatar a um quarto mandato consecutivo (2020-2025)

    Evo Morales recebeu o aval do Tribunal Constitucional para se candidatar a um quarto mandato consecutivo (2020-2025)

A decisão que colocou Luiz Inácio Lula da Silva às portas da prisão só visa a impedir seu retorno à presidência brasileira, pois isso não interessa à oligarquia, à democracia e à justiça, afirmou nesta quinta-feira o presidente boliviano Evo Morales.

"A verdadeira razão da condenação do irmão Lula é impedir que ele volte a ser presidente do Brasil", postou Morales em seu Twitter.

Leia também:

Morales costuma chamar Lula de irmão mais velho. "A direita jamais perdoará a ele ter tirado da miséria 30 milhões de pobres" e de estar à frente das pesquisas para as eleições presidenciais de outubro. "Não interessa à oligarquia nem à democracia, nem à justiça", enfatizou Morales.

Lula viu suas chances de disputar a presidência em outubro diminuírem após o Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro rejeitar o recurso da defesa para impedir sua prisão.

Depois de mais de dez horas de deliberações, o habeas corpus preventivo apresentado por seus advogados foi negado por 6-5 no STF.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos