PUBLICIDADE
Topo

Sequestradores pedem milhões para libertar sobrinha-neta de Gabriel García Márquez

O escritor colombiano Gabriel García Marquez, em foto de arquivo - EFE
O escritor colombiano Gabriel García Marquez, em foto de arquivo Imagem: EFE

Em Bogotá

31/10/2018 22h43

Os supostos sequestradores de uma sobrinha-neta do falecido Nobel de literatura Gabriel García Márquez, sequestrada há dois meses no norte da Colômbia, pediram cinco milhões de dólares a seus familiares por sua libertação, informou a polícia nesta quarta-feira (31).

"Temos dois telefonemas que foram feitos à família, ao que parece de criminosos comuns, e em um deles pediram cinco milhões de dólares" por sua libertação, informou à AFP o general Fernando Murillo, diretor do grupo antissequestro da polícia.

Melisa Martínez, familiar do escritor colombiano, foi sequestrada em 23 de agosto quando saía de uma fazenda com plantações de banana em uma área próxima à cidade caribenha de Santa Marta, departamento de Magdalena, afirmou uma fonte da polícia local.

A fonte policial sob anonimato assegurou que na região não há presença da guerrilha do ELN ou outros grupos armados ilegais que usam o sequestro como método de pressão política ou financiamento.

A sobrinha-neta do falecido Nobel de Literatura colombiano administrava a fazenda em que foi sequestrada e completou 34 anos de idade no dia 13 de outubro, quando já estava privada de sua liberdade, segundo a imprensa local.

Martínez é neta de Luis Enrique García Márquez, irmão do autor de "Cem anos de solidão".