PUBLICIDADE
Topo

Equipes de emergência indonésias resgatam tartarugas após tsunami

27.dez.2018 - As equipes de emergência mobilizadas no litoral indonésio devastado por um tsunami também trabalham para resgatar as tartarugas marinhas. - Handout/AFP
27.dez.2018 - As equipes de emergência mobilizadas no litoral indonésio devastado por um tsunami também trabalham para resgatar as tartarugas marinhas. Imagem: Handout/AFP

28/12/2018 06h04

As equipes de emergência mobilizadas no litoral indonésio devastado por um tsunami também trabalham para resgatar as tartarugas marinhas.

Na quinta-feira, quatro voluntários foram necessários para liberar uma grande tartaruga de uma espécie em extinção, que estava presa e coberta de escombros, e devolvê-la ao mar.

"A tartaruga era realmente grande. Estava presa em uma pilha de lixo, quase de cabeça para baixo", afirmou nesta sexta-feira à AFP Adi Ayangsyah, membro de uma equipe de socorristas em Lampung, uma área da ilha de Sumatra muito afetada pelo tsunami que atingiu no sábado à noite a costa do Estreito de Sunda.

De acordo com os cientistas, a tragédia de sábado foi provocada por uma erupção moderada do Anak Krakatoa, que gerou uma avalanche submarina de parte do vulcão e o deslocamento de grandes massas de água. O balanço mais recente registra 430 mortos, 1.495 feridos e 159 desaparecidos.

Adi Ayangsyah disse que a tartaruga pesava "provavelmente 30 quilos".

Desde o tsunami, as equipes de emergência resgataram 15 tartarugas na mesma região.

"Acreditamos que foram arrastadas para terra pelo tsunami", explicou Teguh Ismail, diretor da Agência de Proteção do Meio Ambiente em Lampung.

"Mas não estavam feridas e conseguimos devolvê-las à água", disse.

Quase uma semana depois da tragédia, as esperanças de encontrar sobreviventes são praticamente nulas, mas as equipes continuam procurando vítimas, incluindo animais.

"Para nós, todas as vidas são importantes. Tentamos salvar os humanos, assim como os animais", declarou Ayangsyah.

dsa/pb/jac/cn/jvb/fp