Topo

Guaidó nega negociações com Caracas e confirma mediação da Noruega

16/05/2019 17h15

Caracas, 16 Mai 2019 (AFP) - O líder opositor Juan Guaidó negou nesta quinta-feira (16) que esteja negociando com o governo de Nicolás Maduro em Oslo, mas confirmou uma iniciativa de mediação de Noruega para resolver a crise política venezuelana.

"Não há nenhum tipo de negociação", afirmou Guaidó aos jornalistas. No entanto, indicou que o que há "é um esforço da Noruega para uma mediação" que foi sugerida há meses.

O líder do Parlamento, reconhecido como presidente interino da Venezuela por meia centena de países, informou ter enviado delegados a Oslo, onde segundo a rádio e TV pública norueguesa NRK, a oposição e o governo realizam "negociações de paz".

"Há alguns enviados à Noruega", afirmou anteriormente durante ato político em Caracas, após o que informou que se trata do vice-presidente do Parlamento, Stalin González, e do ex-deputado Gerardo Blayde.

Guaidó revelou que "é a segunda vez" que o governo norueguês convida representantes das duas partes e insistiu em que é a intenção do país "mediar uma crise que hoje tem proporções mundiais".

Também destacou que o propósito de qualquer aproximação deve ser o "cessar da usurpação" do poder por parte de Maduro, com vistas a estabelecer um "governo de transição", que convoque "eleições livres".

O líder opositor afirmou que a tentativa da Noruega se soma à de outros países, como Canadá e o Grupo de Contato das nações europeias e latino-americanas. Guaidó se reunirá na tarde desta quinta-feira com seus delegados.

Além disso, confirmou que na próxima segunda-feira será realizado o encontro que Carlos Vecchio, seu representante em Washington, pediu ao Comando Sul dos Estados Unidos.

"Na segunda-feira, teremos reunião com o Comando Sul no Departamento de Estado dos Estados Unidos", disse a jornalistas.

du-axm/dga/cn/mvv

Mais Internacional